Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Perfil proteico de cepasde Candida albicans geneticamante diferente: relação com fatores de virulência "in vivo" (inoculação experimenal) e "in vitro" (adesão e exoenzimas) (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SZESZS, MARIA WALDEREZ - ICB
  • USP Schools: ICB
  • Sigla do Departamento: BMM
  • Subjects: MICROBIOLOGIA; CANDIDA ALBICANS; INOCULAÇÃO
  • Language: Português
  • Abstract: Neste trabalho foi realizado estudo proteico da parede celular de 28 cepas de C. albicans geneticamente diferentes, isoladas de pacientes com Aids. A extração proteica da parede celular dos isolados foi realizada com líquido de Coca e o perfil proteico foi determinado por meio de eletroforese em gel de poliacrilamida(SDS-PAGE). Pela inoculação "in vivo" obteve-se 4 categorias de virulência: alta (AV) média (MV), baixa (BV) não virulentas (NV). A adesão em células HeLa ocorreu apenas nas cepas virulentas. Todos os isolados produziram proteinase e fosfolipase "in vitro". A análise protéica da parede celular revelou 143 bandas com pesos moleculares entre 13,0 kDa a 124 kDa. Das 3 cepas classificadas como AV, 37 % das bandas estavam relacionadas com adesinas e enzimas.As cepas MV e BV, 38,6 e 31,9 % tiveram relação com algum fator de virulência. Apenas 20% das frações encontradas nas cepas (NV) foram significativas. Nesta pesquisa houve uma correspondência entre as bandas proteicas das cepas mais virulentas com adesão. O mesmo não foi observado nas não virulentas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.12.2002

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    ICB12100011991T-ICB BMM QW4 S997p 2002
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SZESZS, Maria Walderez; PAULA, Claudete Rodrigues. Perfil proteico de cepasde Candida albicans geneticamante diferente: relação com fatores de virulência "in vivo" (inoculação experimenal) e "in vitro" (adesão e exoenzimas). 2002.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.
    • APA

      Szeszs, M. W., & Paula, C. R. (2002). Perfil proteico de cepasde Candida albicans geneticamante diferente: relação com fatores de virulência "in vivo" (inoculação experimenal) e "in vitro" (adesão e exoenzimas). Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Szeszs MW, Paula CR. Perfil proteico de cepasde Candida albicans geneticamante diferente: relação com fatores de virulência "in vivo" (inoculação experimenal) e "in vitro" (adesão e exoenzimas). 2002 ;
    • Vancouver

      Szeszs MW, Paula CR. Perfil proteico de cepasde Candida albicans geneticamante diferente: relação com fatores de virulência "in vivo" (inoculação experimenal) e "in vitro" (adesão e exoenzimas). 2002 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: