Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Estudo dos efeitos da nimesulida e do seu metabólito reduzido em mitocôndrias e hepatócitos isolados de rato (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MINGATTO, FÁBIO ERMINIO - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: RBI
  • Subjects: BIOQUÍMICA
  • Language: Português
  • Abstract: Nimesulida é um fármaco antiinflamatório não esteroidal (AINE) de amplo uso clínico devido à sua ação antiinflamatória, analgésica e antipirética, apesar de inúmeros relatos de hepatotoxicidade devidos ao mesmo terem sido relatados na literatura. No presente trabalho, foram realizados estudos em mitocôndrias e hepatócitos isolados de rato visando avaliar os possíveis mecanismos de toxicidade do fármaco envolvendo a mitocôndria, além de estabelecer uma relação estrutura/atividade por comparação com os efeitos do seu metabólito resultante da redução do grupo nitro ao amino. Em mitocôndrias isoladas foi observado estímulo da respiração de estado 4 dissipação do potencial de membrana e oxidação do NAD(P)H. As curvas concentração-efeito referentes a esses parâmetros foram similares, com tendência à saturação em concentrações do fármaco superiores a 10 'mü'M. Além disso, o inchamento das mitocôndrias em meio hiposmótico de acetato de potássio foi concentração-dependente, indicando que o fármaco é um desacoplador protonoforético. Na mesma faixa de concentração nimesulida induziu efluxo de Ca2+ das mitocôndrias com inibição parcial por vermelho de rutênio, um inibidor do transporte de Ca2+ pelo uniporter; em presença do mesmo inibidor o fármaco induziu inchamento das mitocôndrias em meio isosmótico, uma resposta típica da transição de permeabilidade mitocondrial (TPM). O inibidor clássico da TPM, ciclosporina A, não só inibiu o inchamentomitocondrial, como também o efluxo de Ca2+ em uma condição desfavorável ao inchamento. Além disso, ambos os processos foram inibidos em proporções semelhantes pelos moduladores da TPM Mg2+, ADP, ATP e butil-hidroxi tolueno (BHT), enquanto que ditiotreitol (DTT) e n-etilmaleimida (NEM), embora tenham inibido o inchamento mitocondrial, apresentaram apenas um efeito parcial ou nulo sobre o efluxo de Ca2+, respectivamente. Esses estudos sugerem que TPM e efluxo de Ca2+ induzidos por ) por nimesulida são eventos que resultam da dissipação do potencial de membrana e/ou oxidação dos NAD(P)H, com a prioridade em relação ao tipo de resposta (TPM ou efluxo de Ca2+) dependendo simplesmente da habilidade da mitocôndria em prevenir o efluxo do cátion pelo reverso do uniporter. Inibição de síntese de ATP pela nimesulida, também foi observado. O metabólito reduzido da nimesulida não apresentou quaisquer dos efeitos descritos para o fármaco, indicando que o grupo nitro é determinante para manifestação dos mesmos. Além disso, o metabólito apresentou atividade antioxidante, diminuindo o acúmulo de H2O2 gerada por t-butil hidroperóxido, e inibindo a lipoperoxidação da membrana mitocondrial mediada por Fe2+/citrato. Em hepatócitos isolados a nimesulida, mas não o seu metabóilito reduzido, apresentou uma toxicidade concentração e tempo-dependente, demonstrada em ensaios de viabilidade celular por liberação da lactato desidrogenase (LDH). A análise de alguns parâmetrosbioquímicos de relevância toxicológica, tais como respiração e potencial de membrana das mitocôndrias, além dos níveis de ATP, glutationa reduzida (GSH) e NAD(P)H, demonstrou que o fármaco, mas não o seu metabólito reduzido, interfere tanto na energética das células quanto na defesa antioxidante, porém, sem provocar peroxidação dos lipídios de membrana. Estudos dos efeitos da nimesulida sobre a viabilidade celular em presença de frutose, oligomicina e ciclosporina A sugerem que o fator energético é particularmente relevante e que a TPM não está envolvida. Estudos em presença de proadifen, um inibidor do citocromo P450, o qual potencializou substancialmente o efeito da nimesulida sobre a viabilidade celular, sugere que o composto de origem é o principal responsável pela toxicidade observada nos hepatócitos isolados
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.07.2002

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200031258Mingatto, Fabio Erminio
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MINGATTO, Fábio Ermínio; CURTI, Carlos. Estudo dos efeitos da nimesulida e do seu metabólito reduzido em mitocôndrias e hepatócitos isolados de rato. 2002.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2002.
    • APA

      Mingatto, F. E., & Curti, C. (2002). Estudo dos efeitos da nimesulida e do seu metabólito reduzido em mitocôndrias e hepatócitos isolados de rato. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Mingatto FE, Curti C. Estudo dos efeitos da nimesulida e do seu metabólito reduzido em mitocôndrias e hepatócitos isolados de rato. 2002 ;
    • Vancouver

      Mingatto FE, Curti C. Estudo dos efeitos da nimesulida e do seu metabólito reduzido em mitocôndrias e hepatócitos isolados de rato. 2002 ;