Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Levantamento e classificação dos relatos verbais dos estados externos de percepto (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: LEGAL, EDUARDO JOSÉ - IP
  • USP Schools: IP
  • Sigla do Departamento: PSE
  • Subjects: CONSCIÊNCIA (PERCEPÇÃO); PERCEPÇÃO
  • Language: Português
  • Abstract: O presente estudo teve como objetivo levantar e classificar as locuções usadas por falantes de português para se referir aos estados externos do percepto. Os estados bipartidos objetivos ou externos de percepto (EBEP) são a contrapartida dos estados bipartidos internos. Engelmann (1985) conceituou os EBEP como aquelas experiências conscientes percebidas fora da pele, fora do sujeito, mas de um modo que não se possa ter qualquer outra localização específica. Os estados bipartidos externos do percepto (EBEP) estão muito próximos dos assuntos tratados também (mas, não somente) pela psicologia ambiental, ou seja, a relação do homem com o seu ambiente (entendido como ambiente natural ou construído). A noção de tempo e/ou temporalidade e/ou temporal e de espacialidade e/ou espaço - como interpretada por geógrafos, arquitetos e psicólogos - são dois de seus grandes temas de interesse. Do mesmo modo que o fez Engelmann (1978), este trabalho foi executado em três fases distintas. A primeira constou de um levantamento de palavras e locuções verbais utilizadas para designar o que chamamos de EBEP. Em tal fase fizemos uso de duas estratégias. Na primeira buscamos palavras relacionadas aos estados bipartidos externos da percepção em dicionários analógicos nas seções que relacionam palavras empregadas para qualificar ESPAÇO e TEMPO. Nos dicionários de sinônimos buscamos outras palavras que tinham os mesmos significados daquelas encontradas nos dicionários analógicos. Todasestas palavras foram, em seguida, procuradas em dicionários da língua portuguesa. A este rol de palavras acrescentamos gírias faladas na região do Vale do Itajaí. A segunda estratégia utilizada foi levantar as palavras e locuções entre professores e outros profissionais das áreas de Psicologia, Filosofia, Lingüística e Arquitetura. Esse levantamento foi feito por contato através de abordagem direta e também por meio eletrônico (e-mails e home-page). Este ) procedimento inicial gerou um total de 509 locuções indicativas de EBEP. A segunda fase desta investigação constou de uma classificação familiaridade e conhecimento das locuções verbais obtidas na primeira fase junto a 149 estudantes do ensino médio. Foram selecionadas nesta fase 184 locuções. A terceira e última fase deste estudo foi uma tentativa de classificação das 184 locuções obtidas na segunda fase. Para tanto, 25 estudantes universitários julgaram as locuções através de dez escalas bipolares. Os julgamentos analisados através de análise fatorial gerando três fatores que explicaram 91.96% das locuções. Os três fatores foram classificados como "POSITIVOS", "NEGATIVOS" e "BAIXA ESTIMULAÇÃO" de acordo com suas maiores cargas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 27.08.2002

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IP12300011908T BF311 L496L e.2
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LEGAL, Eduardo José; ENGELMANN, Arno. Levantamento e classificação dos relatos verbais dos estados externos de percepto. 2002.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.
    • APA

      Legal, E. J., & Engelmann, A. (2002). Levantamento e classificação dos relatos verbais dos estados externos de percepto. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Legal EJ, Engelmann A. Levantamento e classificação dos relatos verbais dos estados externos de percepto. 2002 ;
    • Vancouver

      Legal EJ, Engelmann A. Levantamento e classificação dos relatos verbais dos estados externos de percepto. 2002 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: