Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

O sentido na música: semiotização de estruturas paradigmáticas e sintagmáticas na geração de sentido musical (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MONTEIRO, RICARDO NOGUEIRA DE CASTRO - FFLCH
  • USP Schools: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLL
  • Subjects: MÚSICA (ANÁLISE); SEMIÓTICA; LINGUÍSTICA APLICADA
  • Language: Português
  • Abstract: Partindo inicialmente da proposta de se estender a um repertório não-ocidental o corpus do modelo analítico desenvolvido na dissertação de mestrado Análise do discurso musical: uma abordagem semiótica, a tese de doutorado O Sentido na Música: semiotização de estruturas paradigmáticas e sintagmáticas na geração de sentido musical termina por se debruçar sobre as relações semi-simbólicas que organizam e estruturam as diferentes instâncias de produção de sentido na música e na canção. A partir de uma semiotização da métrica greco-latina, desenvolve uma estratégia sintética de abordagem das instâncias rítmica (plano da expressão) e tensiva (plano do conteúdo) na música. A partir da análise comparativa de três versões da canção egípcia ya garat al-wadi, identifica como principais diferenciais entre a música ocidental e árabe-mediterrânea a utilização por parte desta das configurações melismáticas enquanto estratégia de estruturação melódica e o emprego da estruturação intervalar em detrimento do pensamento motívico que caracteriza o idioma musical ocidental. Também a partir daí verifica-se a insuficiência do modelo de aspectualizações modulatórias de Greimas e Fontanille, todas de caráter linear, e propõe-se os fundamentos para um estudo das modulações cíclicas, divididas em circulares (convergentes, associadas ao efeito de sentido de realização) e espirais (divergentes, associadas à potencialização). As modulações cíclicas mostram sua eficiência enquantoferramentas metodológicas ao serem capazes de abordar sinteticamente fenômenos gerativos comuns tanto à simplicidade da música mântrica quanto à complexidade das grandes composições sinfônicas. Por fim, ao examinar a questão da influência moura sobre a música tradicional nordestina, chega-se a um estudo da semiotização das estruturas rímicas do plano de expressão verbal capaz de subsumir o conjunto de ) relações semi-simbólicas que organizam e inter-relacionam sincreticamente os planos de expressão e conteúdo das instâncias verbal e musical na canção
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.12.2002
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FFLCH21300126708T MONTEIRO, RICARDO NOGUEIRA DE CASTRO 2002
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MONTEIRO, Ricardo Nogueira de Castro; TATIT, Luiz. O sentido na música: semiotização de estruturas paradigmáticas e sintagmáticas na geração de sentido musical. 2002.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8139/tde-06032007-190915/ >.
    • APA

      Monteiro, R. N. de C., & Tatit, L. (2002). O sentido na música: semiotização de estruturas paradigmáticas e sintagmáticas na geração de sentido musical. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8139/tde-06032007-190915/
    • NLM

      Monteiro RN de C, Tatit L. O sentido na música: semiotização de estruturas paradigmáticas e sintagmáticas na geração de sentido musical [Internet]. 2002 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8139/tde-06032007-190915/
    • Vancouver

      Monteiro RN de C, Tatit L. O sentido na música: semiotização de estruturas paradigmáticas e sintagmáticas na geração de sentido musical [Internet]. 2002 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8139/tde-06032007-190915/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: