Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Formação de inomogeneidades em estruturas de grande escala em gravitação (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: LIBERATO, LAMARTINE MOREIRA - IF
  • USP Schools: IF
  • Sigla do Departamento: FMA
  • Subjects: COSMOLOGIA; FRACTAIS
  • Language: Português
  • Abstract: Este trabalho indaga sobre a validade da conjectura fractal aparente, Ribeiro (2001), que afirma existir uma lei de potência para o comportamento da densidade média da distribuição de galáxias que surge quando algumas quantidades observacionais selecionadas por sua relevância na determinação da densidade média, são calculadas ao longo do cone de luz passado. Visto que a relatividade geral especifica que observações astronômicas são obtidas nesta hipersuperfície do espaço-tempo, os observáveis necessariamente precisam ser calculados ao longo dela, para comparação direta com os dados astronômicos. Portanto, este trabalho procura verificar, quer sim ou não, se a hipótese de que a estrutura fractal da distribuição em larga escala de galáxias é de fato um efeito geométrico. Em particular, a densidade média torna-se inomogênea, mesmo no espaço-tempo espacialmente homogêneo da cosmologia padrão, mudança que já foi analisada por Ribeiro (1992b, 1993, 1994, 1995) em um modelo não perturbado. As relações observacionais são derivadas em uma cosmologia de Einstein-de Sitter perturbada, como nos esquemas perturbativos propostos por Abdalla & Mohayaee (1999) e Abdalla, Mohayaee & Ribeiro (2000), onde o fator de escala foi expandido em séries de potências para produzir termos em um modelo com pressão zero, i.e., com a distribuição de matéria tipo 'pó', perturbada. Entretanto, aqui a equação de estado é usada em três propostas, todas com pressão qualquer, que promovemperturbações em diferentes cenários. As equações diferenciais derivadas neste contexto perturbativo, e outros observáveis em análise, são obtidos numericamente. Os resultados mostram que esta perturbação da cosmologia de Einstein-de Sitter pode ser aproximadamente descrita por um decaimento de potência da densidade média, significando que a distribuição de matéria, nesta cosmologia, tem um comportamento em escala, compatível com características de lei de ) potência, na correlação distância-densidade, observadas nos catálogos galácticos. Estes resultados mostram também que, no contexto deste trabalho, a conjectura fractal é correta e sugere que a chamada contradição entre o princípio cosmológico e a distribuição de galáxias formando uma estrutura fractal, pode não existir
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 11.11.2002

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IF30500036215523.1 L695f M Ex.2
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LIBERATO, Lamartine Moreira; ABDALLA, Élcio. Formação de inomogeneidades em estruturas de grande escala em gravitação. 2002.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.
    • APA

      Liberato, L. M., & Abdalla, É. (2002). Formação de inomogeneidades em estruturas de grande escala em gravitação. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Liberato LM, Abdalla É. Formação de inomogeneidades em estruturas de grande escala em gravitação. 2002 ;
    • Vancouver

      Liberato LM, Abdalla É. Formação de inomogeneidades em estruturas de grande escala em gravitação. 2002 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: