Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Comportamento dos cafeicultores perante o risco: uma análise de três sistemas de produção da região de Marília, SP (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: PIZZOL, SILVIA JANINE SERVIDOR DE - ESALQ
  • USP Schools: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LES
  • Subjects: VARIEDADES VEGETAIS
  • Language: Português
  • Abstract: O setor primário da região de Marília tem passado por crises periódicas, em função do comportamento cíclico de preços e produção do café, sua principal atividade agropecuária. Com isso, a receita dos cafeicultores está sujeita a sensíveis oscilações a cada ano, sugerindo um elevado nível de risco econômico. Como parte do Projeto de Apoio à Competitividade Global da Cultura do Maracujazeiro na Região de Vera Cruz, SP - AFRUVEC/Bioex-CNPq essa dissertação tem como objetivo avaliar o comportamento dos cafeicultores da região de Marília na presença do risco. Uma vez que o grau de aversão ao risco dos agricultores é refletido na escolha dos planos de exploração agropecuária, inicialmente desenvolveu-se uma metodologia para identificar os sistemas de produção de café existentes na região. Essa identificação baseou-se na elaboração e análise de grupos focais e validação dos resultados através de análise discriminante. Assim, foram identificados os sistemas "monocultura de café", "cafeicultura e pecuária" e "pequena propriedade diversificada". Posteriormente, a selecionou-se uma propriedade típica de cada sistema para o estudo do comportamento dos agricultores perante o risco. A programação linear foi a técnica utilizada na modelagem dos sistemas de produção. Para a geração das fronteiras de eficiência, que refletem o trade-off entre rendimento e risco, foi empregado o MOTAD.) Os resultados dessa pesquisa indicam que o produtor do sistema cafeiculturae pecuária é mais averso ao risco do que o monocultor. Esse comportamento era esperado, pois as margens brutas da pecuária são negativamente correlacionadas com as do café, indicando que a combinação dessas atividades é eficiente do ponto de vista da redução do risco. No entanto, constatou-se que o pequeno produtor diversificado é menos averso ao risco do que o monocultor, contrariando as hipóteses iniciais do trabalho. Esse comportamento pode ser explicado pela estratégia de diversificação adotada pelo agricultor, que optou por investir em diversas espécies frutíferas e na cafeicultura. Grande parte das frutas possui maior grau de risco que o café e, além disso, muitas dessas atividades são positivamente correlacionadas, o que reduz a eficiência da diversificação na minimização dos riscos do sistema. Com isso, pode-se afirmar que o objetivo principal da diversificação da pequena propriedade é a elevação da margem bruta do sistema, pois somente com a cafeicultura o produtor não obteria renda suficiente para permanecer na atividade. A grande contribuição dessa pesquisa é mostrar e divulgar a situação dos pequenos cafeicultores, a importância da diversificação para os mesmos e abrir espaço para a realização de outros estudos na região de Marília. É muito importante que futuras pesquisas levantem alternativas de cultivo para elevar a renda dos pequenos produtores da região, considerando estudos de mercado e identificação de canais de comercialização. Por outro lado,também seria interessante aprofundar o estudo da situação dos pequenos produtores inseridos em outros sistemas que não incluam a cafeicultura, para se ter uma visão mais abrangente dos problemas enfrentados e definir ações efetivas para o desenvolvimento regional
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.11.2002
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    ESABC10500125304t338.17373 P695c e.2 80571
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PIZZOL, Silvia Janine Servidor de; PERES, Fernando Curi. Comportamento dos cafeicultores perante o risco: uma análise de três sistemas de produção da região de Marília, SP. 2002.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2002. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11132/tde-10012003-152014/ >.
    • APA

      Pizzol, S. J. S. de, & Peres, F. C. (2002). Comportamento dos cafeicultores perante o risco: uma análise de três sistemas de produção da região de Marília, SP. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11132/tde-10012003-152014/
    • NLM

      Pizzol SJS de, Peres FC. Comportamento dos cafeicultores perante o risco: uma análise de três sistemas de produção da região de Marília, SP [Internet]. 2002 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11132/tde-10012003-152014/
    • Vancouver

      Pizzol SJS de, Peres FC. Comportamento dos cafeicultores perante o risco: uma análise de três sistemas de produção da região de Marília, SP [Internet]. 2002 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11132/tde-10012003-152014/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: