Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Estudo das interações entre corantes catiônicos e partículas de argila em suspensão aquosa: aplicação na determinação de propriedades de argilas (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: VENÂNCIO, TIAGO - IQSC
  • USP Schools: IQSC
  • Subjects: FÍSICO-QUÍMICA; FOTOQUÍMICA
  • Language: Português
  • Abstract: Neste trabalho faz-se uma avaliação espectrofotométrica do método do corante azul de metileno para a determinação de propriedades de argila, principalmente a capacidade de troca catiônica (CTC) e área superficial. Este teste consiste em adicionar corante à uma suspensão de argila, até que ocorra a saturação da mesma, a qual é determinada pelo método do halo ("spot test"). Com o uso da espectrofotometria foi possível monitorar este teste, através da obtenção de espectros de absorção do corante, quando este foi adicionado à suspensão de argila. Através da evolução espectral foi avaliada a forma como o corante se adsorveu na argila, a partir das bandas relativas às várias espécies observadas (agregados, monômeros e monômeros protonados); e foi possível observar ainda quando ocorreu a saturação da argila e o corante permaneceu na fase aquosa. Os resultados da avaliação do teste para diferentes argilas mostraram que quanto menor o grau de dispersão da argila, mais favorecida será a agregação do corante, e menor será o acesso deste à região interlamelar. Foi possível observar ainda que a natureza do cátion interlamelar modifica o comportamento de uma mesma argila em suspensão aquosa, e consequentemente na forma como o corante interage com as partículas. Dos estudos em diferentes pH verificou-se que o aumento na acidez da suspensão provoca a associação interpartículas, devido à modificação das cargas das superfícies, principalmente das arestas, sendo que umamenor quantidade de corante pode ser adsorvida. Em geral foi observado que em situações onde a dispersão da argila é pequena ou a associação interpartículas é induzida, tem-se uma menor quantidade de corante adsorvida, e esta ocorre principalmente na forma de agregados. Finalmente pode-se concluir que quando se utiliza o teste do azul de metileno para a determinação de CTC muitos cuidados devem ser tomados quando o mesmo é empregado. ) Este teste mostrou ser aplicável, em comparação a outros métodos, somente para condições onde a argila apresenta um elevado grau de dispersão, esteja na forma sódica e em meio neutro. Já para o caso da determinação de área superficial o método não apresentou boa aplicabilidade, pois a agregação do corante não permite que se obtenha uma distribuição homogênea das moléculas de corante sobre a superfície das partículas de argila, de maneira a ser obter uma monocamada, já que esta condição é primordial para que a determinação seja efetiva
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 27.09.2002

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IQSC30800013376T1384
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VENÂNCIO, Tiago; GESSNER, Fergus. Estudo das interações entre corantes catiônicos e partículas de argila em suspensão aquosa: aplicação na determinação de propriedades de argilas. 2002.Universidade de São Paulo, São Carlos, 2002.
    • APA

      Venâncio, T., & Gessner, F. (2002). Estudo das interações entre corantes catiônicos e partículas de argila em suspensão aquosa: aplicação na determinação de propriedades de argilas. Universidade de São Paulo, São Carlos.
    • NLM

      Venâncio T, Gessner F. Estudo das interações entre corantes catiônicos e partículas de argila em suspensão aquosa: aplicação na determinação de propriedades de argilas. 2002 ;
    • Vancouver

      Venâncio T, Gessner F. Estudo das interações entre corantes catiônicos e partículas de argila em suspensão aquosa: aplicação na determinação de propriedades de argilas. 2002 ;