Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Análise de polimorfismo no gene de estresse hsp 70 em frangos de corte (Gallus gallus) de diferentes linhagens (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MAZZI, CARMEM MARIA - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: RGE
  • Subjects: MELHORAMENTO GENÉTICO ANIMAL; FRANGOS DE CORTE
  • Language: Português
  • Abstract: O presente estudo analisou a seqüência de nucleotídeos da região promotora e do início da região modificadora do gene de estresse hsp70 de três diferentes linhagens de frangos de corte: uma linhagem comercial de empenamento normal (Hubbard- Pettersen), uma linhagem Pescoço Pelado (PP1) selecionada para ganho de peso, apresentando os genótipos Na/Na, Na/na e na/na e uma linhagem Pescoço Pelado Caipira (Label Rouge) de genótipo Na/na. Produtos de PCR abrangendo a região promotora (369 pb) e o início da região codificadora (360 pb) foram obtidos a partir do uso de iniciadores desenhados com base na seqüência do gene hsp70 de galinha (MORIMOTO et al, 1986), a qual está depositada no GenBank sob, o código J02579. O sequenciamento desses produtos revelaram dois pontos de mutação na região codificadora do gene: na posição +258 houve uma transição A->G e na +276, uma trasversão C->G. Ambas as mutações foram classificadas como silenciosas, uma vez que a composição de aminoácidos da Hsp70 não foi alterada. Três diferentes alelos para o gene hsp70 foram detectados na população amostral, de acordo com esses pontos polimórficos: o alelo hsp70-1 (apresentando G +258 e C +276), o alelo hsp70-2 (A +258 e G +276) e o alelo hsp70-3 (A +258 e C +276). As freqüências desses alelos dentro das populações revelaram que o hsp70-1 apresentou maior freqüência em todas as (0,63 em Hubbard, 0,82 em PP1 e 0,68 em Label Rouge), enquanto que o alelo hsp70-3 apresentou os menores valores defreqüência (0,016 em Hubbard e 0,006 em PP1), não sendo detectado nas aves caipira Label Rouge. Os três alelos foram então seqüenciados por inteiro (via produtos de PCR) e suas seqüências completas (2.600 pb) foram comparadas. Além das mutações nas posições +258 e +256, os alelos hsp70-1 e hsp70-3 apresentaram uma transversão C->A, silenciosa, na posição +909, enquanto que o alelo hsp70-2 apresentou uma transição G->A na posição +1044 e uma transição ) T->C na posição +1476, ambas silenciosas. Quando os três alelos foram comparados com a seqüência referência J02579 (MORIMOTO et al, 1986), observou-se várias substituições de nucleotídeos ao longo desse gene. Dentre as alterações mais relevantes, detectou-se sete substituições na região codificadora do gene, as quais alteraram a seqüência de aminoácidos na proteína Hsp70. A maior parte das trocas de aminoácidos ocorreram na região N-terminal desta proteína, onde localiza-se o domínio ATPase
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.09.2002

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200060057Mazzi, Carmen Maria
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MAZZI, Carmen Maria; FERRO, Jesus Aparecido. Análise de polimorfismo no gene de estresse hsp 70 em frangos de corte (Gallus gallus) de diferentes linhagens. 2002.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2002.
    • APA

      Mazzi, C. M., & Ferro, J. A. (2002). Análise de polimorfismo no gene de estresse hsp 70 em frangos de corte (Gallus gallus) de diferentes linhagens. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Mazzi CM, Ferro JA. Análise de polimorfismo no gene de estresse hsp 70 em frangos de corte (Gallus gallus) de diferentes linhagens. 2002 ;
    • Vancouver

      Mazzi CM, Ferro JA. Análise de polimorfismo no gene de estresse hsp 70 em frangos de corte (Gallus gallus) de diferentes linhagens. 2002 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: