Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Transfixação da placa de crescimento por um parafuso metálico de osso cortical e sua posterior substituição por um tubo flexível de silicone ou por um bastão flexível de polímero de mamona (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: LACERDA, FLÁVIO DE MOURA - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: RAL
  • Subjects: ORTOPEDIA; ANATOMIA
  • Language: Português
  • Abstract: Foi investigado o crescimento ósseo, quando a placa de crescimento foi transfixada temporariamente por um parafuso metálico de osso cortical e, posteriormente, o canal criado pela remoção do parafuso foi preenchido por espaçadores artificiais flexíveis. Em coelhos da raça Nova Zelândia, de 8 semanas de idade, e peso de 1.200g, em média, foi introduzido um parafuso de osso cortical de 2,0 mm diâmetro e 14,0 mm de comprimento, perpendicularmente ao centro da superfície articular do côndilo medial, transfixando a placa de crescimento distal do fêmur direito, até a região metafisária. O outro lado (esquerdo) foi mantido como controle. O parafuso foi retirado após 4 semanas e os coelhos divididos em três grupos. No Grupo 1 o canal deixado pelo parafuso foi deixado sem preenchimento. No Grupo 2 o canal foi preenchido por um bastão flexível de silicone de mesmo diâmetro e comprimento do parafuso. Já, no Grupo 3, o canal foi preenchido por um bastão flexível de polímero da mamona, de mesmo diâmetro e comprimento do parafuso. Após 5 semanas da retirada do parafuso, os animais foram sacrificados e os fêmures analisados radiográfica e histologicamente. Os resultados obtidos mostraram que, no Grupo 1, onde não foi realizado o preenchimento do canal, houve um encurtamento significativo do fêmur D quando comparado ao controle. Este grupo apresentou, também, angulação em varo da extremidade distal do fêmur operado, alterações degenerativas da cartilagem de crescimento nocôndilo medial e ossificação no canal do parafuso. No Grupo 2, onde o canal remanescente foi preenchido por um tubo de silicone, houve, também, encurtamento e deformidade em varo no fêmur operado. O mesmo se repetiu no Grupo 3 onde a substituição foi feita pelo bastão de polímero da mamona. Quando os lados operados dos Grupos 1, 2 e 3 foram comparados, o encurtamento foi semelhante, sem diferença significativa. O mesmo ocorreu com a angulação frontal ) distal dos fêmures. Assim, um parafuso cruzando a placa de crescimento da extremidade distal, medial do fêmur de coelho, provocou alterações locais e globais do crescimento ósseo e o uso de um tubo flexível de silicone ou um bastão flexível de polímero de mamona substituindo o parafuso depois de se estabelecerem estas alterações não influenciaram significativamente na recuperação da deformidade, segundo os parâmetros estudados. Por outro lado, a presença dos bastões flexíveis tanto de silicone, quanto do polímero da mamona, serviu como um espaçador artificial, biocompatível, sem provocar reações do tipo corpo estranho, evitando a formação de conexões ósseas epifísio-metafisárias, não permitindo o agravamento da deformidade e preservando melhor as características histológicas normais da cartilagem de crescimento
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.02.2002

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200059808Lacerda, Flávio de Moura
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LACERDA, Flávio de Moura; VOLPON, José B. Transfixação da placa de crescimento por um parafuso metálico de osso cortical e sua posterior substituição por um tubo flexível de silicone ou por um bastão flexível de polímero de mamona. 2002.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2002.
    • APA

      Lacerda, F. de M., & Volpon, J. B. (2002). Transfixação da placa de crescimento por um parafuso metálico de osso cortical e sua posterior substituição por um tubo flexível de silicone ou por um bastão flexível de polímero de mamona. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Lacerda F de M, Volpon JB. Transfixação da placa de crescimento por um parafuso metálico de osso cortical e sua posterior substituição por um tubo flexível de silicone ou por um bastão flexível de polímero de mamona. 2002 ;
    • Vancouver

      Lacerda F de M, Volpon JB. Transfixação da placa de crescimento por um parafuso metálico de osso cortical e sua posterior substituição por um tubo flexível de silicone ou por um bastão flexível de polímero de mamona. 2002 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: