Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Desnutrição protéica precoce e medidas de aprendizagem e memória espacial no labirinto aquático de Morris: efeitos de práticas espaçadas vs práticas condensadas (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: VALADARES, CAMILA TAVARES - FFCLRP
  • USP Schools: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 594
  • Subjects: PSICOLOGIA EXPERIMENTAL
  • Language: Português
  • Abstract: Várias evidências indicam que a desnutrição protéica em estágios iniciais da vida produz inúmeras alterações estruturais, neuroquímicas e funcionais no SNC, podendo ocorrer prejuízos no desenvolvimento cognitivo e comportamental, tais como as funções de aprendizagem e memória. O objetivo do presente estudo foi investigar se a desnutrição apenas na fase de lactação (0 aos 21 dias de idade) produz prejuízos sobre a aprendizagem e memória espacial, como também avaliar os efeitos de práticas de treino com diferentes espaçamentos (práticas espaçadas X condensadas) sobre a aquisição e retenção de informações espaciais. Esta investigação foi feita comparando o desempenho de ratos Wistar submetidos à desnutrição (dieta com 6% de proteína) durante a lactação (0 aos 21 dias de idade) com animais controle (dieta com 16% de proteína), no labirinto aquático de Morris. Os animais foram divididos em 5 grupos independentes submetidos a 1 e 4 tentativas/dia (práticas espaçadas), 8 tentativas/dia ou 12 e 24 tentativas/dia (práticas condensadas), totalizando 24 tentativas ao final do treino. Aprobe trial (25ª tentativa) foi realizada em seguida. Após o intervalo de 7 e 28 dias do término da última tentativa de treino (24ª tentativa), os animais foram novamente testados numa única tentativa, com as mesmas condições anteriores (26ª e 27ª tentativas). Os resultados mostraram déficit na aprendizagem de animais desnutridos nos grupos submetidos a 1 e 4 tentativas diárias.Nos demais grupos (8, 12 e 24 tentativas por dia), todos os animais aprenderam a tarefa de maneira semelhante. Após o intervalo de 7 e 28 dias, os animais apresentaram um aumento na latência de fuga para encontrar a plataforma, aumento este que foi semelhante para controle e desnutridos. Estes resultados sugerem que a desnutrição por períodos curtos (0 a 21 dias) prejudica a aprendizagem e memória espacial no labirinto aquático de Morris. Além disto, estes ) prejuízos estão restritos às práticas espaçadas (1 e 4 tentativas diárias) quando comparadas às práticas condensadas (8, 12 e 24 tentativas diárias)
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 22.08.2002

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FCLRP20800018506Valadares, Camila Tavares
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VALADARES, Camila Tavares; ALMEIDA, Sebastião de Sousa. Desnutrição protéica precoce e medidas de aprendizagem e memória espacial no labirinto aquático de Morris: efeitos de práticas espaçadas vs práticas condensadas. 2002.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2002.
    • APA

      Valadares, C. T., & Almeida, S. de S. (2002). Desnutrição protéica precoce e medidas de aprendizagem e memória espacial no labirinto aquático de Morris: efeitos de práticas espaçadas vs práticas condensadas. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Valadares CT, Almeida S de S. Desnutrição protéica precoce e medidas de aprendizagem e memória espacial no labirinto aquático de Morris: efeitos de práticas espaçadas vs práticas condensadas. 2002 ;
    • Vancouver

      Valadares CT, Almeida S de S. Desnutrição protéica precoce e medidas de aprendizagem e memória espacial no labirinto aquático de Morris: efeitos de práticas espaçadas vs práticas condensadas. 2002 ;