Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

O enfermeiro e a terapia floral na promoção de saúde mental: do conhecimento à aplicação (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CANCIAN, TANIA APARECIDA - EERP
  • USP Schools: EERP
  • Sigla do Departamento: ERP
  • Subjects: SAÚDE MENTAL (ENFERMAGEM;TERAPIA)
  • Language: Português
  • Abstract: O presente estudo emergiu de inquietações na busca de novos caminhos dentro da enfermagem, com o intuito de aprofundar o conhecimento sobre paradigma holístico e aplicação da Terapia Floral na promoção de saúde mental. No desenvolver de um conceito ampliado de cuidar do ser humano de forma holística, a Terapia Floral, considerada uma terapia complementar, e a enfermagem se completam, cada qual na sua forma de ação e à sua maneira. Considera-se que ambas possuem uma imensa capacidade de cura podendo fornecer mudanças e respostas à nova concepção para saúde e doença. Partindo desses pressupostos, houve uma necessidade de se desenvolver uma investigação com enfermeiros e a utilização da Terapia Floral pelos mesmos. Os objetivos deste estudo foram verificar se a Terapia Floral é uma prática conhecida pelos enfermeiros como uma terapia complementar; se há percepção da sua aplicação e se a prática de prescritor é coerente com o campo de atuação. Além disso questionou-se também se os mesmos atribuem a utilização da Terapia Floral na implementação da saúde mental do adulto. Trata-se de um estudo descritivo com análise quantitativa. A coleta de dados foi realizada através de um questionário semi-estruturado com a participação de 69 enfermeiros da rede básica de saúde de um município do interior paulista. Constatou-se que 88,4% dos enfermeiros já possuem alguma informação sobre Terapia Floral; 43,5% já fizeram uso e 68,1% já observaram o uso de Terapia Floral por pessoas do seuambiente. Em relação ao grau de eficácia 60% responderam que a Terapia Floral é eficaz e 20% muito eficaz. Avaliaram como sendo um novo campo de atuação para o enfermeiro 84,1% e 91,3% pensam que a mesma pode ser facilitadora na promoção de saúde mental do adulto. Diante dos dados obtidos pode-se considerar a Terapia Floral como uma prática complementar pertinente ao campo profissional do enfermeiro; que a mesma é possível de ser utilizada ) na saúde mental, e corroborada na literatura pesquisada, mas ainda necessitando de um aprofundamento dentro do campo científico
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 07.08.2002

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    EE10200007473T2226
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CANCIAN, Tânia Aparecida; LUIS, Margarita Antonia Villar. O enfermeiro e a terapia floral na promoção de saúde mental: do conhecimento à aplicação. 2002.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2002.
    • APA

      Cancian, T. A., & Luis, M. A. V. (2002). O enfermeiro e a terapia floral na promoção de saúde mental: do conhecimento à aplicação. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Cancian TA, Luis MAV. O enfermeiro e a terapia floral na promoção de saúde mental: do conhecimento à aplicação. 2002 ;
    • Vancouver

      Cancian TA, Luis MAV. O enfermeiro e a terapia floral na promoção de saúde mental: do conhecimento à aplicação. 2002 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: