Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Adolescentes de classes populares: relações na família, na escola e no trabalho e a construção da cidadania (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: GUIMARÃES, ROSEMEIRE MARIA - FFCLRP
  • USP Schools: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 594
  • Subjects: ADOLESCENTES; PSICOLOGIA DO ADOLESCENTE
  • Language: Português
  • Abstract: Este trabalho tem como objetivo investigar a importância da família, da escola e do trabalho no processo de formação da cidadania de adolescentes inseridos no mercado de trabalho, com a finalidade de se compreender como constroem a representação social da cidadania e como se comportam enquanto cidadãos portadores de direitos e deveres. A amostra é constituída por dez adolescentes, sendo cinco do sexo masculino e cinco do sexo feminino, integrantes de famílias de classes populares, na faixa etária entre 16 e 17 anos e onze meses, inseridos no mercado de trabalho, cursando o ensino médio em escola pública e residentes em Sertãozinho, cidade distante cerca de 30 quilômetros de Ribeirão Preto. Os adolescentes que compõem a amostra fazem parte de um projeto da ADOT (Associação de Assistência e Proteção ao Adolescente Trabalhador), que visa conseguir emprego para adolescentes de ambos os sexos. Essa pesquisa trata de três esferas da vida social dos adolescentes: família, escola e trabalho. Na primeira, discute-se a família como unidade de reprodução social. A solidariedade no interior da família faz com que seus membros organizem a vida doméstica procurando compor o orçamento com a colaboração de seus componentes, com o objetivo de satisfazer as necessidades individuais e as coletivas. A segunda refere-se à atuação da escola como possível instrumento de ascensão social, mudanças que estão ocorrendo na estrutura do mercado de trabalho. A continuidade dos estudos -conjugada com o trabalho - é apoiada e incentivada pelos pais, que avaliam a escolarização dos filhos como elemento importante para qualificá-los para conseguirem empregos melhor remunerados. Já a terceira, está relacionada aos motivos que levam os adolescentes de classes populares a entrarem no mercado de trabalho, dentre os quais estão a busca de autonomia e a necessidade financeira. A questão da cidadania perpassa esses três eixos. Apesar de esses ) adolescentes nem sempre conseguirem explicitar com clareza quais são seus direitos e deveres, ainda assim mostram-se empenhados em lutar pelo direito à escola e ao trabalho
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.07.2002

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FCLRP20800020624Guimares, Rosemeire Maria
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GUIMARÃES, Rosemeire Maria; ROMANELLI, Geraldo. Adolescentes de classes populares: relações na família, na escola e no trabalho e a construção da cidadania. 2002.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2002.
    • APA

      Guimarães, R. M., & Romanelli, G. (2002). Adolescentes de classes populares: relações na família, na escola e no trabalho e a construção da cidadania. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Guimarães RM, Romanelli G. Adolescentes de classes populares: relações na família, na escola e no trabalho e a construção da cidadania. 2002 ;
    • Vancouver

      Guimarães RM, Romanelli G. Adolescentes de classes populares: relações na família, na escola e no trabalho e a construção da cidadania. 2002 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: