Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Paidéia e retórica no séc.IV D.C: a construção da imagem do imperador Juliano segundo Gregório Nazianzeno (2003)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CARVALHO, MARGARIDA MARIA DE - FFLCH
  • USP Schools: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLH
  • Subjects: ANTIGUIDADE; RETÓRICA; EDUCAÇÃO
  • Language: Português
  • Abstract: Gregório Nazianzeno (329 - 390 d.C) foi um autor cristão do Império Romano Oriental do século IV d.C. Dentre vários discursos, escreveu Contra Juliano (364 - 365 d.C), composto por duas inventivas riquíssimas em conteúdo histórico-filosófico e um grande exemplo de retórica cristã empregada contra um Imperador. Durante muitos anos, este panegírico repulsivo à figura do Príncipe Juliano foi inserido na polêmica cristianismo x paganismo. Ampliando essa perspectiva e criticando tal limite de idéia, pretendemos demonstrar que o conflito se insere numa disputa político-cultural. Para tanto temos como objetivos primordiais desconstruir o discurso Contra Juliano, analisando e elucidando seus elementos retóricos. Acreditamos, dessa forma, que ao desvelarmos sua construção retórica, estaremos nos aproximando de uma nova realidade histórica sobre o Baixo Império Romano, pois a prática lingüística pode ser um instrumento ativo de poder em vez de refletir simplesmente a realidade social e política. Levando em conta as considerações acima apontadas, nossa hipótese central se revela da seguinte maneira: os discursos, sejam quais forem os seus tipos e em quais épocas forem escritos, mascaram interesses político-culturais que só podem ser desvelados, avaliados e compreendidos através de sua desconstrução. A interpretação retórica pode nos ajudar a confirmar tal hipótese e só temos condições de entender a técnica retórica do autor do discurso se buscarmos informações sobre a suaeducação ou Paidéia pois não se concebe Paidéia sem retórica. Assim sendo, temos três capítulos: no primeiro demonstraremos como a imagem do Imperador Juliano foi demonstrada em algumas biografias dos séculos XVIII, XIX e XX. No segundo, traçaremos os precedentes para a compreensão do último capítulo, ou seja, dados sobre Gregório Nazianzeno, sua obra e sua formação intelectual. No último, ) finalmente, apresentaremos a desconstrução de Contra Juliano, esclarecendo ser possível tal ação seguindo o manual de retórica de um autor clássico do século II d.C chamado Hermógenes. Finalmente, em nossas considerações finais, apontaremos nossas colorações conclusivas sobre o tema, a construção da imagem do Imperador Juliano, caracterizando a importância de se revelar o que está por trás de um discurso
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 28.02.2003

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FFLCH21200047079T CARVALHO, M.M. 2002
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CARVALHO, Margarida Maria de; GUARINELLO, Norberto Luiz. Paidéia e retórica no séc.IV D.C: a construção da imagem do imperador Juliano segundo Gregório Nazianzeno. 2003.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.
    • APA

      Carvalho, M. M. de, & Guarinello, N. L. (2003). Paidéia e retórica no séc.IV D.C: a construção da imagem do imperador Juliano segundo Gregório Nazianzeno. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Carvalho MM de, Guarinello NL. Paidéia e retórica no séc.IV D.C: a construção da imagem do imperador Juliano segundo Gregório Nazianzeno. 2003 ;
    • Vancouver

      Carvalho MM de, Guarinello NL. Paidéia e retórica no séc.IV D.C: a construção da imagem do imperador Juliano segundo Gregório Nazianzeno. 2003 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: