Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

O sujeito e o sentido em deriva e o apagamento da alteridade (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: PAULI, SUELI CRISTINA DE - FFCLRP
  • USP Schools: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 594
  • Subjects: PSICOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: Este trabalho tem por objetivo realizar, à luz da perspectiva discursiva de Pêcheux, uma revisão crítica acerca da construção e efetivação da psicologia enquanto ciência. Escolhemos como recorte a discussão crítica do processo de análise e interpretação dos resultados obtidos através da aplicação do Teste das Fábulas (versão verbal e pictórica). Selecionamos as narrativas produzidas por uma criança de 9 anos, submetida ao teste em uma clínica particular da cidade de Ribeirão Preto-SP. As narrativas foram gravadas e transcritas literalmente. Inicialmente tais narrativas foram interpretadas pelo sistema de categorização de respostas proposto pelo manual do teste. A seguir, centralizamo-nos no funcionamento da cadeia significante, observando os indícios discursivos e remetendo-os às suas condições de produção específicas. Procuramos relacionar formações discursivas com as formações ideológicas analisando a relação do dizer com a memória pois é nela que intervém a ideologia, o inconsciente, o equivoco. Percebemos que seguindo as "regras" de interpretação propostas pelo manual, ao psicólogo não é permitido atentar para o movimento de sentidos que circulam naquele espaço discursivo, pois é necessário que este ocupe uma posição, a qual foi historicamente determinada, onde se privilegiam certos sentidos em detrimento de outros, visando homogeneizar as leituras, supondo-se que são mais "reais" ou científicas que outras. Por isso neologismos, indeterminações, marcasque remetem ao equivoco da língua e história, são ignoradas por este tipo de análise, como se as palavras do texto remetessem a uma realidade concreta sobre o sujeito e o sentido dependesse de uma relação biunívoca entre palavra e significado. Pela análise conteudística realizada, a qual fundamenta-se em um modelo galileano de ciência, não se atenta para o funcionamento da cadeia significante, fica-se submerso no efeito do observável, ao invés de expor a ) opacidade necessária dos "dados", de ir além da evidência de sentidos. Privilegiando o funcionamento discursivo, foi possível observar que há lugares de identificação em que as posições discursivas mobilizadas pelo sujeito selecionado relacionam-se ao discurso sobre o relacionamentos familiares. Tais dizeres surgem como necessidades singulares, imperativas, de o sujeito falar de si e de seus conflitos. Esses modos de funcionamento discursivo, que capturam o sujeito, somente podem ser apreendidos se assumirmos que a heterogeneidade, a singularidade e o equivoco não são desvios, mas referem-se à dimensão própria da língua e da história, pontos a partir dos quais se dá a constituição do sujeito
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.11.2002

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FCLRP20800028190Pauli, Sueli Cristina de
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PAULI, Sueli Cristina de; TFOUNI, Leda Verdiani. O sujeito e o sentido em deriva e o apagamento da alteridade. 2002.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2002.
    • APA

      Pauli, S. C. de, & Tfouni, L. V. (2002). O sujeito e o sentido em deriva e o apagamento da alteridade. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Pauli SC de, Tfouni LV. O sujeito e o sentido em deriva e o apagamento da alteridade. 2002 ;
    • Vancouver

      Pauli SC de, Tfouni LV. O sujeito e o sentido em deriva e o apagamento da alteridade. 2002 ;