Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

A arte significando vivências de médicos que cuidam de crianças com câncer (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: AMARAL, MARISA TERRA CUNHA DO - FFCLRP
  • USP Schools: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 594
  • Subjects: NEOPLASIAS; CRIANÇAS (ASPECTOS PSICOLÓGICOS)
  • Language: Português
  • Abstract: Os profissionais de saúde envolvidos nos cuidados de crianças com câncer, cada um a seu modo e dependendo do momento de vida, sofrem diante das diversas situações pelas quais precisam passar. Com o objetivo de conhecer as vivências dos médicos que lidam com o câncer infantil, foram realizadas quatro oficinas de arte com 09 médicos de um Centro Médico de uma Cidade do interior de Minas, tentando compreender em que a arte poderia ajudá-los a contar de suas vivências e ao mesmo tempo aliviá-los. O método adotado é a abordagem fenomenológica, que busca compreender o fenômeno tal como se mostra. Para isso, a proposta foi de que, nas oficinas, após uma conversa inicial, os médicos se expressassem plasticamente através de desenhos, utilizando como material: caneta hidrocor, lápis de cera, lápis de cor e papel A4. Em seguida, cada um deles descrevia seu desenho, dando início a uma conversa geral que tinha como foco o cuidar de crianças com câncer. Todas as falas foram gravadas, com autorização dos médicos, c transcritas em seguida. A análise de uma sessão, que certamente já se iniciou ali no momento dos encontros, foi realizada a partir da leitura e releitura das falas, por diversas vezes, para que fossem retiradas unidades de significado. Em seguida, foram buscadas as convergências e divergências entre as unidades de significado e constituídas as categorias temáticas. No dizer dos médicos, o cuidar de crianças com câncer significa: ter sentimentos de sucesso, alegria,prazer por reverter uma , situação complicada e pela própria relação com a criança; buscar recursos para se defender de um conflito interior e também ver até onde vai sua responsabilidade e possibilidade de envolvimento; perceber que o contato com criança leva ao apego e à dificuldade de aceitar o seu processo do adoecer; ter maturidade para lidar com o sofrimento; ter que lidar com conflitos entre a vida pessoal e ) profissional, entre outros significados. Nesta pesquisa percebe-se a importância dos encontros, que propiciam diálogo, amplição de percepção de si e do outro, fortalecendo as relações interpessoais
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 13.11.2002

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FCLRP20800021673Amaral, Marisa Terra Cunha do
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      AMARAL, Marisa Terra Cunha do; VALLE, Elizabeth Ranier Martins. A arte significando vivências de médicos que cuidam de crianças com câncer. 2002.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2002.
    • APA

      Amaral, M. T. C. do, & Valle, E. R. M. (2002). A arte significando vivências de médicos que cuidam de crianças com câncer. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Amaral MTC do, Valle ERM. A arte significando vivências de médicos que cuidam de crianças com câncer. 2002 ;
    • Vancouver

      Amaral MTC do, Valle ERM. A arte significando vivências de médicos que cuidam de crianças com câncer. 2002 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: