Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Sobre o diagnóstico de crianças seguidas em um projeto "estimulação precoce". Enfoque nos fatores de risco e prevenção (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CARAM, LUIZA HELENA ACERBI - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: RNP
  • Subjects: NEUROPEDIATRIA (DEFICIÊNCIA)
  • Language: Português
  • Abstract: O conhecimento, em nível regional, das causas que levam as crianças a um Programa de Estimulação Precoce, permite o estudo dos fatores de risco e direciona metas locais de prevenção de deficiências. Com o intuito de obter este conhecimento, foram avaliadas, no período de setembro de 1999 a junho de 2001, 73 crianças de 1 a 47 meses de idade, em atendimento no projeto "Estimulação Precoce" na Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Batatais, cidade do interior do estado de São Paulo. Foi utilizado um protocolo de atendimento médico neurológico inicial, previamente elaborado pela autora, aplicado como rotina de primeira consulta em todos os pacientes encaminhados à instituição, com quesitos como fatores de risco maternos, gestacionais e perinatais e intercorrências clínicas subsequentes, além de dados de desenvolvimento neuromotor, antecedentes familiares, exame clínico e exames subsidiários. Para a obtenção do maior número possível de dados, foram consultados os prontuários das crianças (nascimento e seguimento) e mães (pré-natal), na Rede Pública de Saúde-Postos de Saúde, Hospital de Batatais e Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto. Para a elaboração do diagnóstico etiológico, foram também obtidos dados de avaliação do Serviço de Pediatria da APAE e do Programa de Residência de Genética Médica do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto, em estágio curricular na APAE. Inicialmente, as 73 crianças foram subdivididas em grupos a partir dos achados aoexame clínico: Distúrbios motores (30%); Dismorfias ou Malformações (26%); Desnutrição (15%); Macrocefalia (11%); Microcefalia (10%) e Retardo do Desenvolvimento Neuromotor sem outros sinais (8%). Procedeu-se, a seguir, à identificação, em cada grupo, dos fatores de risco, antecedentes e exames subsidiários. A partir das informações obtidas, foi possível elucidar os fatores causais em 64% do total de crianças, sendo 37% de causas ambientais, 23% ) genéticas, 3% provavelmente genéticas e 1 % multifatoriais. Evidenciou-se que: 1- ainda são relevantes em nosso meio fatores ambientais que levam à encefalopatia hipóxico-isquêmica e infartos cerebrais no feto ou neonato, com consequente paralisia cerebral; e também à desnutrição como causa de atraso no desenvolvimento; 2- a alta taxa de contribuição dos dados colhidos para o diagnóstico e análise dos fatores de risco foi indicativa da aplicabilidade do protocolo de avaliação proposto; entretanto, conclui-se, que o protocolo precisa fazer parte de uma avaliação continuada. Propõe-se que as informações tenham um fluxograma pré-determinado, permitindo seguimento eficaz desde a pré-concepção, com documentação informatizada e acessível , com vistas a este seguimento por todas as equipes de saúde ou profissionais individualmente por onde passa a criança, a mãe e a família
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 28.11.2002

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200032000Caram, Luiza Helena Acerbi
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CARAM, Luiza Helena Acerbi; FUNAYAMA, Carolina Araujo Rodrigues. Sobre o diagnóstico de crianças seguidas em um projeto "estimulação precoce". Enfoque nos fatores de risco e prevenção. 2002.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2002.
    • APA

      Caram, L. H. A., & Funayama, C. A. R. (2002). Sobre o diagnóstico de crianças seguidas em um projeto "estimulação precoce". Enfoque nos fatores de risco e prevenção. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Caram LHA, Funayama CAR. Sobre o diagnóstico de crianças seguidas em um projeto "estimulação precoce". Enfoque nos fatores de risco e prevenção. 2002 ;
    • Vancouver

      Caram LHA, Funayama CAR. Sobre o diagnóstico de crianças seguidas em um projeto "estimulação precoce". Enfoque nos fatores de risco e prevenção. 2002 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: