Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Radiofósforo nos estudos de biodisponibilidade e perdas endógenas, cinética nos tecidos e modelo biomatemático, associados ao desempenho de suínos alimentados com dietas contendo fitase (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MOREIRA, JOSÉ APARECIDO - CENA
  • USP Schools: CENA
  • Subjects: FISIOLOGIA ANIMAL
  • Language: Português
  • Abstract: Os animais monogástricos não sintetizam a enzima fitase. Assim, não aproveitam eficientemente o fósforo orgânico, sendo necessário fazer a suplementação das dietas com fontes inorgânicas de fósforo, elevando o custo das dietas e o potencial poluidor dos dejetos dos suínos pelo fósforo. Neste estudo foram utilizados a técnica de diluição isotópica e o teste de performance para avaliar dietas balanceadas com milho, farelo de soja, farelo de arroz desengordurado e óleo de soja, para determinar o melhor nível de utilização da enzima fitase (253, 759, 1265 e 1748 UF/kg de dieta). No capítulo 3, estudou-se a Biodisponibilidade e perdas endógenas de P, pela técnica de diluição isotópica. Foram usados 20 suínos mestiços (machos castrados), com peso médio de 32,00+2,17 kg, em delineamento experimental de blocos ao acaso, com 5 tratamentos e quatro repetições. No primeiro dia da fase experimental foram injetados 7,4 MBq de 32P e no oitavo dia os animais foram abatidos. As variáveis consumo de ração, P consumido, P retido, P urinário, P plasma e biodisponibilidade não foram influenciadas pelos níveis crescentes de fitase. Observou-se um efeito quadrático entre os níveis de fitase e as variáveis P nas fezes e P endógeno. O melhor nível de utilização da enzima nas rações estudadas é o de 759 UF/kg de dieta. No capítulo 4, estudou-se a cinética do fósforo absorvido nos tecidos dos suínos. Foram usados 12 animais mestiços, machos castrados, com peso médio de31,68+1,62 kg, distribuídos em delineamento inteiramente ao acaso, em esquema de parcelas subdivididas. No primeiro dia do experimento injetou-se 7,4 MBq de 32P e no oitavo dia os animais foram abatidos e os tecidos do fígado, músculo, rins, coração e ossos coletados. A ação da enzima fitase ocorre, principalmente, na concentração de P nos rins, sendo sua ação mais efetiva nos níveis 253 e 759 UF/kg de ração. ) No capítulo 5, estudou-se o desempenho de suínos em crescimento alimentados com dietas contendo fitase e farelo de arroz desengordurado. Foram utilizados 60 leitões mestiço, em delineamento em blocos casualisados. Os níveis de enzima fitase não afetaram o consumo de ração, conversão alimentar, ganho de peso, P e Ca no plasma, cinzas ósseas e relação entre Ca e P no plasma e osso. Observou-se um efeito quadrático entre os níveis de fitase e a porcentagem de Ca e P nas cinzas ósseas. A utilização de 759 UF em dietas formuladas com milho, farelo de soja, farelo de arroz desengordurado e óleo de soja, permite a eliminação do uso das fontes tradicionais de P, na formulação de rações para suínos em crescimento. O fluxo biológico do P no metabolismo de suínos foi estudado no capítulo 6. Foram utilizados dados de metabolismo e da cinética do P nos tecidos, obtidos pela técnica de diluição isotópica. Os parâmetros estimados foram: absorção, retenção, P endógeno que retorna ao trato gastrintestinal, P dietético absorvido, incorporação, reabsorção, balanço de P,P proveniente do osso, dos tecidos moles e do total absorvido que retorna ao trato gastrintestinal. A enzima fitase utilizada neste estudo interferiu no fluxo biológico do P do compartimento C1 para o C3 e no refluxo do compartimento C3 e C4 para o C1. O modelo demonstrou precisão e eficiência em explicar os efeitos da enzima fitase no metabolismo de fósforo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.11.2002

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    CENA12800000329(043) M838r 9963
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MOREIRA, José Aparecido; VITTI, Dorinha Miriam Silber Schmidt. Radiofósforo nos estudos de biodisponibilidade e perdas endógenas, cinética nos tecidos e modelo biomatemático, associados ao desempenho de suínos alimentados com dietas contendo fitase. 2002.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2002.
    • APA

      Moreira, J. A., & Vitti, D. M. S. S. (2002). Radiofósforo nos estudos de biodisponibilidade e perdas endógenas, cinética nos tecidos e modelo biomatemático, associados ao desempenho de suínos alimentados com dietas contendo fitase. Universidade de São Paulo, Piracicaba.
    • NLM

      Moreira JA, Vitti DMSS. Radiofósforo nos estudos de biodisponibilidade e perdas endógenas, cinética nos tecidos e modelo biomatemático, associados ao desempenho de suínos alimentados com dietas contendo fitase. 2002 ;
    • Vancouver

      Moreira JA, Vitti DMSS. Radiofósforo nos estudos de biodisponibilidade e perdas endógenas, cinética nos tecidos e modelo biomatemático, associados ao desempenho de suínos alimentados com dietas contendo fitase. 2002 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: