Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Efeitos do estresse de trabalho sobre os parâmetros seminais de cães da raça rottweiler (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BAPTISTA SOBRINHO, CARLOS DE ALMEIDA - FMVZ
  • USP Schools: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VRA
  • Subjects: CÃES; SÊMEN ANIMAL; ESTRESSE PROFISSIONAL; REPRODUÇÃO; EXERCÍCIO
  • Language: Português
  • Abstract: Alguns trabalhos têm demonstrado que o estresse (psicológico, térmico, restrição espacial e social, físico, etc.), está relacionado com a diminuição da fertilidade. O presente trabalho objetivou verificar os efeitos do estresse de trabalho sobre a fertilidade de cães. Foram utilizados 18 cães machos, da raça rottweiler, comprovadamente férteis, com idade média de 4 anos. Os animais foram distribuídos aleatoriamente em dois grupos: repouso (controle) e trabalho (tratamento). O trabalho a que os animais do grupo tratamento foi submetido foi composto de: adestramento básico de obediência, condicionamento físico e aeróbico e adestramento para o emprego militar. Os animais do grupo controle não foram submetidos a nenhum tipo de trabalho. Durante todo o período experimental (90 dias), foram feitas duas coletas de sêmen semanais. Estas coletas foram efetuadas por manipulação digital, sem a presença de uma fêmea no cio. No momento da coleta, os animais eram avaliados quanto ao escore corporal e à consistência testicular. Imediatamente após a coleta, o ejaculado foi avaliado quanto à motilidade e vigor espermático, concentração espermática e posteriormente a porcentagem de defeitos maiores, menores e totais. Quinzenalmente durante o período experimental, realizou-se uma coleta de sangue, para dosagem dos níveis plasmáticos de cortisol. Esta coleta de sangue correspondia à uma fase do tratamento, e foi efetuada de quatro em quatro horas, perfazendo seis momentos por coleta. Osdados forma analisados pelo SAS, 'alfa'=5%. Observou-se efeito estatisticamente significante do estresse sobre os parâmetros motilidade (72,63 vs. 57,62, p<0,0001) e vigor espermático (3,06 vs. 2,52, p<0,0001), porcentagem de defeitos maiores (16,01 vs. 26,80, p< 0,0001) e totais (29,61 vs. 40,34, p<0,0001). Foi observada ainda uma correlação positiva entre os níveis séricos de cortisol e a consistência testicular, e uma correlação negativa entre ) estes níveis e o pH do sêmen e a concentração espermática. Não observou-se interação entre momentos da coleta e tratamento em todas as coletas. Entretanto, observou-se o efeito da interação entre tratamento e coleta, indicando que o tipo de agente estressante interfere no nível plasmático de cortisol. Com base nestes resultados, podemos concluir que o estresse de trabalho interferiu de maneira negativa na fertilidade de cães, uma vez que os parâmetros afetados possuem direta correlação com a qualidade seminal
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 13.12.2002

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMVZ11300023024T.1167 FMVZ e.2
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BAPTISTA SOBRINHO, Carlos de Almeida; BARNABÉ, Valquíria Hyppólito. Efeitos do estresse de trabalho sobre os parâmetros seminais de cães da raça rottweiler. 2002.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.
    • APA

      Baptista Sobrinho, C. de A., & Barnabé, V. H. (2002). Efeitos do estresse de trabalho sobre os parâmetros seminais de cães da raça rottweiler. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Baptista Sobrinho C de A, Barnabé VH. Efeitos do estresse de trabalho sobre os parâmetros seminais de cães da raça rottweiler. 2002 ;
    • Vancouver

      Baptista Sobrinho C de A, Barnabé VH. Efeitos do estresse de trabalho sobre os parâmetros seminais de cães da raça rottweiler. 2002 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: