Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Avaliação da resposta imune humoral e formação de cistos teciduais, em suínos imunizados com roptrias do Toxoplasma gondii, incorporados em ISCOM (2003)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: GARCIA, JOÃO LUIS - FMVZ
  • USP Schools: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VPS
  • Subjects: VACINAS; ORGANELAS CELULARES; TOXOPLASMA GONDII
  • Language: Português
  • Abstract: Toxoplasma gondii é um protozoário que encontra-se distribuído mundialmente e infecta humanos e muitas outras espécies animais. A carne suína é uma das principais vias de transmissão deste agente para seres humanos. O presente trabalho avaliou a resposta imune humoral e produção de cistos teciduais em suínos imunizados com roptrias do Toxoplasma gondii incorporadas à complexos imunoestimulantes (ISCOM). As roptrias da cepa LIV-5 do T. gondii foram obtidas por fracionamento subcelular e ultracentrifugação em gradiente de sacarose e observadas na banda 3, no gradiente de 1,4M com densidade de 1,17 g/c'm POT. 3'. Após a incorporação da banda 3 em ISCOM o SDS-PAGE exibiu, principalmente, uma proteína de 55 KDa (ROP2). O delineamento experimental foi realizado com 40 suínos mestiços divididos em quatro grupos de 10 animais cada. O G1 recebeu duas doses da vacina ISCOM e desafio, o G2 recebeu 1'0 POT. 7' taquizoítos vivos da cepa RH e desafio, o G3 recebeu apenas o desafio e o G4 permaneceu como controle negativo. O intervalo entre doses no G1 foi de duas semanas e o desafio foi realizado com 4 x 1'0 POT. 4' oocistos da cepa VEG, no dia 55 após o início do experimento. Altos títulos de anticorpos foram observados após a segunda dose da vacina ISCOM, porém estes sofreram uma queda anteriormente ao desafio. Nos animais do G2, apesar da semelhança no perfil os títulos de anticorpos sempre foram mais elevados que nos do G1. Sinais clínicos foram observados nos suínos doG1 e G3, enquanto que nos do G2 nenhum sintoma foi verificado. Os animais foram abatidos 60 dias após o desafio. Amostras do cérebro e pool de órgãos (coração, masseter, diafragma e língua) foram utilizadas para o bioensaio em camundongos. O resultado do bioensaio revelou que os animais do G2 apresentaram menor quantidade de cistos teciduais detectáveis que os do G1 e G3 (p<0,01), assim como os animais do G1, que também apresentaram menor quantidade de ) cistos teciduais detectáveis que os do G3 (p<0,05). Independente da quantidade de cistos detectáveis, oito suínos no G1(80%) foram positivos no bioensaio e sete (70%) no G2
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 13.03.2003

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMVZ11300023084T.1178 FMVZ e.2
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GARCIA, João Luis; GENNARI, Solange Maria. Avaliação da resposta imune humoral e formação de cistos teciduais, em suínos imunizados com roptrias do Toxoplasma gondii, incorporados em ISCOM. 2003.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.
    • APA

      Garcia, J. L., & Gennari, S. M. (2003). Avaliação da resposta imune humoral e formação de cistos teciduais, em suínos imunizados com roptrias do Toxoplasma gondii, incorporados em ISCOM. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Garcia JL, Gennari SM. Avaliação da resposta imune humoral e formação de cistos teciduais, em suínos imunizados com roptrias do Toxoplasma gondii, incorporados em ISCOM. 2003 ;
    • Vancouver

      Garcia JL, Gennari SM. Avaliação da resposta imune humoral e formação de cistos teciduais, em suínos imunizados com roptrias do Toxoplasma gondii, incorporados em ISCOM. 2003 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: