Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Assimetria funcional dos hemisférios cerebrais na percepção de timbre, intensidade ou altura, em contexto musical (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: OLIVEIRA, JOSÉ ZULA DE - IP
  • USP Schools: IP
  • Sigla do Departamento: PSE
  • Subjects: COGNIÇÃO; MÚSICA; PERCEPÇÃO AUDITIVA; TEMPO DE REAÇÃO
  • Language: Português
  • Abstract: Ao contrário do que se tinha como indicação teórica de que o hemisfério direito era o centro cognitivo para a música, cada vez mais estudos vêm demonstrando superioridade do hemisfério esquerdo para determinadas funções musicais, a exemplo de tarefas que têm como base intervalos entre notas. Tais achados sugerem que as funções musicais são desempenhadas ora por um, ora por outro, ora por ambos os hemisférios cerebrais. Em 2 experimentos, um monótico (com 6 condições - Experimento 1) e um dicótico (com 3 condições - Experimento 2), investigou-se a assimetria hemisférica de 32 participantes divididos igualmente em músicos e leigos, homens e mulheres para a percepção de anomalias no timbre, na intensidade ou na altura em uma melodia folclórica a eles apresentada. Os participantes deviam detectar e indicar, o mais rapidamente possível, a ocorrência das anomalias por toques no teclado do computador. No Experimento 1 havia em cada condição dois tipos de anomalia (e.g. timbre e intensidade) sendo que o toque devia ocorrer apenas quando da ocorrência de uma delas (e.g. timbre). No Experimento 2 havia em cada condição apenas um tipo de anomalia, aleatoriamente na orelha direita ou na esquerda; o participante devia indicar a orelha em que percebia a anomalia por toques em teclas predeterminadas (tecla 1 indicaria anomalia percebida na orelha esquerda, tecla 2 na direita). Como indicadores do desempenho dos participantes, foram registrados o tempo de reação e o número deerros cometidos. As anomalias foram: para o timbre, mudanças ocasionais do timbre de piano para o timbre de clarinete; para a intensidade, aumento da onda sonora em 6 dB; e para a altura, substituição da nota correta por outra, destoante do contexto melódico. Os resultados sugerem superioridade da orelha esquerda para algumas funções e da orelha direita para outras. A primeira foi superior na percepção do timbre (modalidade monótica: orelha esquerda TR ) 480 ms, desv. Padrão 91, Erros 81 / orelha direita TR 501 ms, desv. padrão 116, Erros 81) e da intensidade (modalidade dicótica: orelha esquerda TR 488, desv. padrão 87, Erros 34 / orelha direita 523 ms, desv. padrão 96, Erros 93), enquanto a segunda foi superior na percepção de altura (modalidade dicótica: orelha direita TR 586 ms, desv. padrão 133, Erros 222 / orelha esquerda TR 608 ms, desv. padrão 137, Erros 291). Não foi indicada diferença na percepção do timbre, intensidade ou altura em função da formação. Em função do gênero, por outro lado, as mulheres foram mais rápidas para perceber altura, mas não timbre ou intensidade. A percepção de anomalias no timbre em presença de anomalias na altura ou na intensidade, em todos os grupos experimentais, foi mais rápida e segura (menor número de erros) do que na condição contrária. Tais resultados estão de acordo com indicações na literatura de que o processamento cerebral da música está lateralizado de acordo com as funções musicais que desempenham. O hemisfériodireito apresentaria superioridade para tarefas que envolvem percepção de contornos melódicos, análise de espectros de sons e julgamentos estéticos. O hemisfério esquerdo apresentaria superioridade para tarefas que têm como base a percepção de intervalos entre as notas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 11.10.2002

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IP12300012258T QP381 O48a e.2
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      OLIVEIRA, José Zula de; TIEDEMANN, Klaus Bruno. Assimetria funcional dos hemisférios cerebrais na percepção de timbre, intensidade ou altura, em contexto musical. 2002.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.
    • APA

      Oliveira, J. Z. de, & Tiedemann, K. B. (2002). Assimetria funcional dos hemisférios cerebrais na percepção de timbre, intensidade ou altura, em contexto musical. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Oliveira JZ de, Tiedemann KB. Assimetria funcional dos hemisférios cerebrais na percepção de timbre, intensidade ou altura, em contexto musical. 2002 ;
    • Vancouver

      Oliveira JZ de, Tiedemann KB. Assimetria funcional dos hemisférios cerebrais na percepção de timbre, intensidade ou altura, em contexto musical. 2002 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: