Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Análise de acidentes de trabalho notificados por trabalhadores de enfermagem da Secretaria Municipal de Saúde de Ribeirão Preto - São Paulo (2003)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BARBIN, SILVIA RENATA CICCONI - EERP
  • USP Schools: EERP
  • Subjects: ACIDENTES DE TRABALHO; SAÚDE OCUPACIONAL; ENFERMAGEM OCUPACIONAL
  • Language: Português
  • Abstract: Realizou-se um estudo descritivo, de caráter retrospectivo, com o objetivo de analisar determinados aspectos epidemiológicos dos acidentes de trabalho (AT), registrados entre os trabalhadores de enfermagem da ,Secretaria Municipal de Saúde de Ribeirão Preto, no período entre 1997 a 2001. Após a observação dos procedimentos éticos, como procedimentos metodológicos, optou-se por analisar as Comunicações de Acidentes de Trabalho utilizadas pela Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto. A coleta de dados foi realizada por meio de instrumento elaborado pela autora, contendo informações relacionadas ao trabalhador, ao evento acidentário e afastamento do trabalho. As informações foram complementadas através de consultas ao prontuário médico e ao relatório de acidentes registrados na Divisão de Medicina e Segurança do Trabalho e foram codificadas conforme a Classificação Estatística Internacional de Doenças (1993). Para análise dos dados utilizou-se os programas Microsoft Excel e EPI INFO versão 6.0. No período foram registrados 373 AT por 271 trabalhadores e 68 reincidências. Os dados biográficos e profissionais dos trabalhadores que notificaram acidentes apontaram maioria feminina (87,5%), casados (59,8%), com idade entre 30 e 50 anos (78,3), auxiliares de enfermagem (74,5%), 86,6% com cinco a quinze anos de trabalho na instituição e 43.2% trabalhando em unidades básicas distritais de saúde. A incidência de AT segundo a categoria profissional revelou que, além doauxiliar de enfermagem, o técnico de enfermagem também apresentou incidência significativa de AT em todo os anos e o atendente de enfermagem dobrou a incidência de acidentes no último ano do estudo. A maior porcentagem de ocorrência acidentária foi entre 6 e 12 horas do dia, em unidades básicas distritais, com maior freqüência nas duas primeiras horas de trabalho e, em geral, os meses de julho e junho registraram mais ocorrências; a segunda-feira foi o ) dia da semana em que ocorreu mais notificações. Dentre as características dos acidentes de trabalho notificados observou-se maior freqüência dos acidentes típicos, as três causas mais freqüentes foram devido aos materiais perfurantes e cortantes (52,01 %), as quedas (13,67%) e a penetração de corpo estranho através da pele ou de orifício natural (11,79%), afetando os membros superiores, mãos e dedos, principalmente por causa das lesões por materiais pérfuro-cortantes. Os AT levaram os servidores acidentados a ausentar-se do trabalho por 2589 dias no período. 76,14% dessas ausências estavam relacionados apenas ao dia do acidente e em 98,93% (369) dos acidentes os trabalhadores foram submetidos a tratamento ambulatorial. O fator estabilidade no cargo pode estar influindo na subnotificação destes acidentes e necessita maior atenção em estudos futuros que envolvam esses trabalhadores. Depreendeu-se a necessidade de implementar algumas medidas junto a esses trabalhadores com relação ao AT intensificar e reavaliar osmecanismos de conscientização da necessidade de prevenção e da importância da notificação; a eliminação dos riscos do ambiente de trabalho; a melhoria do sistema de vigilância sobre os acidentes e a reorganização da rotina de notificação do A.T., a fim de diminuir a burocracia em torno dela. Outro aspecto a ser considerado está relacionado com a educação dos trabalhadores, desde o momento inicial do ingresso no serviço público, quando do seu treinamento e na forma de educação continuada, a fim de garantir sua motivação para participar de atividades de promoção a saúde e desenvolver atitudes laborais seguras, permanentemente. Restou a constatação maior: outros estudos precisam ser realizados, acerca dos acidentes de trabalho entre os trabalhadores de enfermagem da Secretaria Municipal da Saúde, os quais deverão fundamentar novas e progressivamente mais elaboradas e efetivas medidas de prevenção
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.03.2003

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    EE10200007610T2339
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BARBIN, Silvia Renata Cicconi; ROBAZZI, Maria Lúcia do Carmo Cruz. Análise de acidentes de trabalho notificados por trabalhadores de enfermagem da Secretaria Municipal de Saúde de Ribeirão Preto - São Paulo. 2003.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2003.
    • APA

      Barbin, S. R. C., & Robazzi, M. L. do C. C. (2003). Análise de acidentes de trabalho notificados por trabalhadores de enfermagem da Secretaria Municipal de Saúde de Ribeirão Preto - São Paulo. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Barbin SRC, Robazzi ML do CC. Análise de acidentes de trabalho notificados por trabalhadores de enfermagem da Secretaria Municipal de Saúde de Ribeirão Preto - São Paulo. 2003 ;
    • Vancouver

      Barbin SRC, Robazzi ML do CC. Análise de acidentes de trabalho notificados por trabalhadores de enfermagem da Secretaria Municipal de Saúde de Ribeirão Preto - São Paulo. 2003 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: