Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Análise quimiométrica de aminoácidos, fenóis simples e íons metálicos em cachaças e runs e sua aplicação como discriminadores químicos (2003)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: LEITE NETO, ALEXANDRE FERREIRA - IQSC
  • USP Schools: IQSC
  • Subjects: QUÍMICA ANALÍTICA
  • Language: Português
  • Abstract: A cachaça, denominação para a aguardente de cana-de-açúcar produzida no Brasil, vem se tornando um dos produtos de grande importância para a economia brasileira. Sua grande aceitação impulsionou estudos que propiciaram uma melhoria significativa em suas qualidades organolépticas. Assim, surge a inevitável comparação com outras bebidas já bem estabelecidas no mercado internacional, como o rum, uísque, vinho, grappa e a tequila. As exportações da cachaça já atingem vários países. Contudo, estes mercados ainda apresentam inconveniente, dificultando a entrada da cachaça em seus mercados. Um dos problemas enfrentado é o agrupamento da cachaça e do rum como uma mesma bebida. Fornecer subsídios para que outros países considerem a cachaça de forma independente do rum é de grande relevância do ponto de vista comercial e cultural. A aplicação do perfil químico de bebidas na busca de descritores tem sido utilizada com sucesso. Assim, buscou-se determinar as concentrações dos aminoácidos, dos fenóis simples e dos íons metálicos de 46 amostras de cachaças e 23 amostras de rum. A estes resultados foram aplicados métodos quimiométricos de análise de componentes principais e análises hierárquica de agrupamentos, considerando três grupos distintos: Amostras não envelhecidas; amostras envelhecidas e amostras não envelhecidas e envelhecidas. Os resultados da aplicação quimiométrica evidenciou que a fração de fenóis simples não se constitui como um bom descritor, pois apresenta baixasconcentrações para estes compostos. Os aminoácidos (asparagina, ácido aspártico, glutamina, histidina, serina), por sua vez, apresentaram uma tendência à separação para a análise das amostras não envelhecidas e envelhecidas, quando analisada em conjunto com os íons metálicos, mostraram-se bastante eficientes para distingüir as cachaças dos runs. Os metais (cobre, ferro, magnésio e manganês) foram a fração que apresentou melhores resultados para a ) distinção das cachaças e dos runs. Em todas as análises os resultados apresentaram boa distinção entre as bebidas. Estes resultados foram melhorados pela adição dos aminoácidos ao tratamento quimiométrico. Os resultados do estudo quimiométrico sugerem que as cachaças e os runs tratam-se de bebidas com diferentes perfis químicos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 30.05.2003

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LEITE NETO, Alexandre Ferreira; FRANCO, Douglas Wagner. Análise quimiométrica de aminoácidos, fenóis simples e íons metálicos em cachaças e runs e sua aplicação como discriminadores químicos. 2003.Universidade de São Paulo, São Carlos, 2003.
    • APA

      Leite Neto, A. F., & Franco, D. W. (2003). Análise quimiométrica de aminoácidos, fenóis simples e íons metálicos em cachaças e runs e sua aplicação como discriminadores químicos. Universidade de São Paulo, São Carlos.
    • NLM

      Leite Neto AF, Franco DW. Análise quimiométrica de aminoácidos, fenóis simples e íons metálicos em cachaças e runs e sua aplicação como discriminadores químicos. 2003 ;
    • Vancouver

      Leite Neto AF, Franco DW. Análise quimiométrica de aminoácidos, fenóis simples e íons metálicos em cachaças e runs e sua aplicação como discriminadores químicos. 2003 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019