Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Caracterização da trealase solúvel de Spodoptera frugiperda (Lepidoptera) (2003)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SILVA, MARIA CICERA PEREIRA DA - IQ
  • USP Schools: IQ
  • Sigla do Departamento: QBQ
  • Subjects: INSETOS (ESTUDO); ENZIMAS (ESTUDO); ENZIMOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: No epítélio do intestino médio de S. frugiperda encontra-se 90% da atividade de trealase solúvel. A trealase solúvel foi purificada até a homogeneidade por uma série de passos cromatográficos. A enzima possui um sítio hidrofóbico adjacente ao sítio ativo. Mudanças conformacionais aparentemente ocorrem quando metil-'ALFA´-glicosídeo liga-se ao sítio ativo. A trealase solúvel é inibida competitivamente por amigdalina (´K IND.i´.=0,21 mM), prunasina (´K IND.i´=0,92 mM), mandelonitrila (´K IND.i´ =1,14 mM), metil-´ALFA´-glicosídeo (´K IND.i´-=89 mM), metil-´ALFA´-manosídeo (´K IND.i´=6,2 mM )e salicina (´K IND.i´=19 mM). Florizina é um inibidor acompetitivo hiperbólico da trealase solúvel (´K IND.i´=0,087 mM, ´ALFA´ =´BETA´ =0,35) e seu aglicone floretina é um inibidor não competitivo (´K IND.i´=0,029 Mm). Tris e mandelonitrila ligam-se a regiões diferentes da enzima enquanto mandelonitrila e floretina não podem ligar-se concomitantemente à enzima. Os pKs da enzima livre (pKe) e do complexo enzima substrato (pKes) foram determinados a partir de valores de ´K IND.m´ e ´V INDmax´/´K IND.m´ obtidos em vários pHs. Os valores encontrados foram: ´pKeIND.1´=4,47; ´pKe IND.2´=8,01; ´pKes IND>l´=4,83; ´pKes IND.2´=7,59. A trealase solúvel não perde a atividade quando incubada com reagentes que modificam grupos sufidrila, thiol e fenol. Com modificador de grupo imidazol, a enzima perde 60% da atividade somente na presença de metil-´ALFA´-glucosídeo (inibidor competitivo datrealase). Essa modificação é protegida por trealose, indicando a presença de uma Histidina não essencial para catálise. Modificadores de grupo carboxíla o guanidino inativam a enzima, com pKs de, respectivamente, 4,87 e 7,84. a similaridade desses pKs com os determinados cineticamente sugere que os resíduos envolvidos em catálise são uma arginina e um asparto ou glutamato ´BETA´-glicosídeos tóxicos produzidos por plantas e seus aglicones inibem continua continuaçãotrealoses presentes em diferentes órgãos de várias ordens de insetos. Essa inibição foi menor em insetos que se alimentam somente de vegetais, provavelmente devido a uma adaptação desses organismos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 25.02.2003
  • Acesso online ao documento

    Acesso à fonte or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVA, Maria Cicera Pereira da; FERREIRA, Clélia. Caracterização da trealase solúvel de Spodoptera frugiperda (Lepidoptera). 2003.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/46/46131/tde-24042018-101815/pt-br.php >.
    • APA

      Silva, M. C. P. da, & Ferreira, C. (2003). Caracterização da trealase solúvel de Spodoptera frugiperda (Lepidoptera). Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/46/46131/tde-24042018-101815/pt-br.php
    • NLM

      Silva MCP da, Ferreira C. Caracterização da trealase solúvel de Spodoptera frugiperda (Lepidoptera) [Internet]. 2003 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/46/46131/tde-24042018-101815/pt-br.php
    • Vancouver

      Silva MCP da, Ferreira C. Caracterização da trealase solúvel de Spodoptera frugiperda (Lepidoptera) [Internet]. 2003 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/46/46131/tde-24042018-101815/pt-br.php


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019