Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Gene supressor de tumor PKR em crianças portadoras de leucemia linfóide aguda (LLA): análise mutacional dos domínios de ligação ao RNA (2003)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MURAD, JOANA MARIA - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: RBI
  • Subjects: CRIANÇAS; NEOPLASIAS; GENES SUPRESSORES DE TUMOR; BIOQUÍMICA
  • Language: Português
  • Abstract: A proteína quinase dependente de RNA (PKR) humana é uma serina/treonina quinase que apresenta 551 resíduos de aminoácidos e um peso molecular de 68 kDa. Essa proteína quinase apresenta uma porção reguladora localizada na região N-terminal, onde estão localizados os domínios RI (aminoácidos 11-79) e RII (aminoácidos 145-166) responsáveis pela de ligação com o RNA. Estudos recentes da literatura mostraram que a PKR, além de atuar como um gene supressor de tumor, pode funcionar também como um indutor de apoptose, revelando que essa proteína quinase desempenha um papel importante no controle do crescimento, proliferação e transformação celulares. Outros resultados indicaram que a atividade da PKR é modulada por RNA celulares não codificadores (non-coding RNAs), os quais foram denominados de RNAs reguladores. Os dados da literatura demonstraram que as mutações pontuais da PKR humana, localizadas nos domínios de ligação com o RNA, podem reduzir drasticamente a ativação desta proteína quinase pelo RNA. Estes trabalhos foram realizados com mutantes de PKR, obtidos através de mutagênese sítio-dirigida, com a finalidade de se determinar quais os aminoácidos nos domínios RI e RII são essenciais para a ligação do RNA e conseqüentemente para a autofosforilação e ativação da PKR humana. Apesar do gene da PKR ser considerado um gene supressor de tumor, não existem relatos na literatura sobre a existência de mutação nos domínios RI e RII da PKR em câncer humano. Aleucemia aguda é a neoplasia mais comum da infância. A leucemia linfóide aguda (LLA) corresponde à cerca de 75-85% dos casos de leucemias agudas em pacientes menores de 15 anos de idade. O objetivo desta dissertação foi investigar a possível existência de mutações nos domínios RI e RII da PKR em crianças portadoras de LLA. A primeira etapa deste estudo foi a extração de RNA de aspirado de medula óssea de crianças portadoras de vários subtipos de LLA. A partir .. destas amostras de RNA obteve-se o cDNA correspondente pelo método de RT-PCR, utilizando-se oligonucleotídeos específicos para os domínios RI e RII da PKR humana. Após a análise do material amplificado, o DNA foi extraído do gel e clonado no vetor pGEM-T, o qual foi utilizado na transformação de células competentes de Escherichia coli. As colônias transformadas foram recuperadas e o DNA plasmidial extraído, foi tratado com as enzimas de restrição Apa I e Spe I, e em seguida, realizando-se a seqüência dos fragmentos de DNA correspondentes aos domínios RI e RII da PKR. A análise das seqüências obtidas, através do programa BLAST, revelou a presença de duas mutações nos códons correspondentes aos aminoácidos 17 (tirosina) e 33 (serina) do domínio RI. No primeiro caso, ocorreu a troca de uma adenina por uma guanina na segunda posição do códon, resultando na troca da tirosina por uma cisteína. Outra mutação detectada foi a troca de uma adenina por uma guanina na terceira posição docódon da serina, o que não determinou a substituição deste aminoácido. Com relação ao domínio RII, o alinhamento das seqüências revelou total identidade com o banco de dados, indicando assim ausência de mutações nesta região da PKR obtida de crianças portadoras de LLA. É conhecido que o domínio RI desempenha um papel fundamental na ligação da PKR com o RNA. Por esse motivo, a detecção de uma mutação neste domínio regulador poderá influenciar significantemente a modulação da PKR através de RNA reguladores presentes nas células leucêmicas. É importante enfatizar que este trabalho constitui o primeiro exemplo descrito de uma mutação no domínio regulador da PKR em câncer humano e, portanto, novos estudos serão necessários para se estabelecer as suas possíveis implicações nos eventos moleculares responsáveis pela LLA
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.02.2003

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200060204Murad, Joana Maria
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MURAD, Joana Maria; DE LUCCA, Fernando Luiz. Gene supressor de tumor PKR em crianças portadoras de leucemia linfóide aguda (LLA): análise mutacional dos domínios de ligação ao RNA. 2003.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2003.
    • APA

      Murad, J. M., & De Lucca, F. L. (2003). Gene supressor de tumor PKR em crianças portadoras de leucemia linfóide aguda (LLA): análise mutacional dos domínios de ligação ao RNA. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Murad JM, De Lucca FL. Gene supressor de tumor PKR em crianças portadoras de leucemia linfóide aguda (LLA): análise mutacional dos domínios de ligação ao RNA. 2003 ;
    • Vancouver

      Murad JM, De Lucca FL. Gene supressor de tumor PKR em crianças portadoras de leucemia linfóide aguda (LLA): análise mutacional dos domínios de ligação ao RNA. 2003 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: