Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

A ocorrência das emissões otoacústicas evocadas por estímulo transiente em indivíduos expostos a ruído ocupacional (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: PARANHOS NETTO, MARISA - HRAC
  • USP Schools: HRAC
  • Subjects: DOENÇAS OCUPACIONAIS; PERCEPÇÃO AUDITIVA
  • Language: Português
  • Abstract: Objetivo: investigar a ocorrência das emissões otoacústicas evocadas por estímulo transiente (EOAT) em uma categoria de indivíduos expostos a ruído ocupacional. Modelo: um estudo transversal foi realizado, comparando os resultados do teste das EOAT entre categorias de indivíduos expostos e não expostos a ruído ocupacional. Local: setor de Genética Clínica do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais, USP - Bauru. Participantes: uma bateria de exames audiológicos, dentre eles, as EOAT foi realizada em 75 indivíduos do sexo masculino, com idades entre 17 e 46 anos, sem alterações de orelha média, divididos em duas categorias, expostas (CER) e não expostas a ruído ocupacional (CNR). A CER foi composta por 45 indivíduos, sendo 30 com audiogramas sugestivos de audição normal (limiares auditivos até 25 dB NA), correspondendo ao grupo 1 (CER-G!) e 15 apresentando audiogramas sugestivos de PAIR, correspondendo ao grupo 2 (CER-G2). A CNR constituiu-se de 30 indivíduos com audiogramas sugestivos de audição normal (CNR-G1). Intervenções: registro e análise das EOAT, com o equipamento ILO 88 (Otodynamics). Variáveis: ocorrência de presença (ideal e alterada) e ausência de respostas nas EOAT, amplitude das EOAT por freqüência. Resultados: a freqüência de 4 kHz, em todas as categorias (CNR-G1, CER-G1 e CER-G2) e para ambas as orelhas, foi a que apresentou menores índices de porcentagem relativos à presença de respostas nas EOAT. Não houve diferença no que sereferiu à prevalência de ausência de respostas das EOAT entre a CNR-G1 e CER-G1. A prevalência de respostas presentes, porém alteradas ou de respostas ausentes das EOAT foi maior na CER-G2. Conclusões: A alta prevalência de respostas presentes, porém alteradas ou de respostas ausentes das EOAT indicou ser um teste mais sensível que a audiometria para detectar sutis alterações cocleares decorrentes da exposição a ruído ocupacional, como também ) extra-ocupacional (hábitos sonoros), antes que os limiares auditivos estivessem rebaixados. Entretanto, as EOAT devem ser um exame complementar à audiometria However, the OAET must be a complementary exam to audiometry
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 21.11.2002

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FOB11600018454N389o
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      NETTO, Marisa Paranhos; FERNANDES, João Cândido. A ocorrência das emissões otoacústicas evocadas por estímulo transiente em indivíduos expostos a ruído ocupacional. 2002.Universidade de São Paulo, Bauru, 2002.
    • APA

      Netto, M. P., & Fernandes, J. C. (2002). A ocorrência das emissões otoacústicas evocadas por estímulo transiente em indivíduos expostos a ruído ocupacional. Universidade de São Paulo, Bauru.
    • NLM

      Netto MP, Fernandes JC. A ocorrência das emissões otoacústicas evocadas por estímulo transiente em indivíduos expostos a ruído ocupacional. 2002 ;
    • Vancouver

      Netto MP, Fernandes JC. A ocorrência das emissões otoacústicas evocadas por estímulo transiente em indivíduos expostos a ruído ocupacional. 2002 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: