Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

A utilização de biomarcadores de contaminação ambiental para avaliar os efeitos do endosulfano em peixes da espécie Cyprinus carpio (Linnaeus, 1758) (2003)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SALVO, LIGIA MARIA - FMVZ
  • USP Schools: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VPT
  • Subjects: PEIXES; ECOTOXICOLOGIA; ANTIOXIDANTES; CITOCROMO P-450; VENENOS SINTÉTICOS
  • Language: Português
  • Abstract: Compostos organoclorados, como o endosulfano e seus derivados, que tem seu uso restringido na maioria dos países desenvolvidos, estão cadastrados e sendo utilizados de forma deliberada na agricultura de vários estados do Brasil. Sendo esses compostos persistentes no meio ambiente, acumulando-se nas diversas espécies animais ao longo de toda cadeia trófica, estudos utilizando-se biomarcadores de contaminação ambiental para essa substância são cada vez mais necessários. Esse trabalho teve como objetivo, avaliar os efeitos do endosulfano em peixes da espécie Cyprinus carpio expostos a uma concentração de 0,001mg/L do xenobiótico por um período de 15 dias. Os parâmetros avaliados foram a indução do CYP-450 hepático e a expressão de sua isoforrma (CYP1A), a atividade da EROD assim como a das enzimas de defesa antioxidantes como superóxido dismutase (SOD), catalase (CAT), glutationa S- transferase (GST), glutationa peroxidase ( GPx), glutationa redutase (GR ) e glicose 6-fosfato desidrogenase G-6PDH. Além disso foi determinado o índice somático hepático e análises histopatológicas do fígado . A atividade da colinesterase muscular e cerebral dos peixes também foram determinadas. Como resultado, foi observado a indução do CYP-450 assim como um significante aumento da atividade da EROD quando comparada aos grupos controle e DMSO. Das enzimas de defesa antioxidantes, a SOD foi a única que teve sua atividade aumentada, caracterizando assim o processo de estresseoxidativo. O índice somático hepático e o peso dos fígados mostraram-se diminuídos quando comparados aos outros grupos e alterações morfológicas também foram observadas. Não foi observada nenhuma alteração significante na atividade das colinesterases muscular e cerebral. Os resultados sugerem que o organoclorado endosulfano causou efeito tóxico no metabolismo hepático dos peixes expostos subletalmente
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 05.09.2003

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMVZ11300024113T.1247 FMVZ e.2
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SALVO, Lígia Maria; MALUCELLI, Benjamin Eurico. A utilização de biomarcadores de contaminação ambiental para avaliar os efeitos do endosulfano em peixes da espécie Cyprinus carpio (Linnaeus, 1758). 2003.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.
    • APA

      Salvo, L. M., & Malucelli, B. E. (2003). A utilização de biomarcadores de contaminação ambiental para avaliar os efeitos do endosulfano em peixes da espécie Cyprinus carpio (Linnaeus, 1758). Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Salvo LM, Malucelli BE. A utilização de biomarcadores de contaminação ambiental para avaliar os efeitos do endosulfano em peixes da espécie Cyprinus carpio (Linnaeus, 1758). 2003 ;
    • Vancouver

      Salvo LM, Malucelli BE. A utilização de biomarcadores de contaminação ambiental para avaliar os efeitos do endosulfano em peixes da espécie Cyprinus carpio (Linnaeus, 1758). 2003 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: