Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Fatores de risco associados a persistência de chiado em crianças pré-escolares: um estudo prospectivo (2003)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SILVA, JORGETE MARIA GOMES DA - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: RPP
  • Subjects: CRIANÇAS EM IDADE PRÉ-ESCOLAR; ALERGIA E IMUNOLOGIA; FATORES DE RISCO
  • Language: Português
  • Abstract: Episódios de chiado em crianças até dois anos de idade são freqüentes e estão relacionados a diferentes etiologias. Apesar dos novos conhecimentos a respeito da fisiopatologia destes episódios de chiado, são pouco conhecidos os fatores determinantes da persistência dos mesmos. A sensibilização alérgica é fator de risco importante para o desenvolvimento de asma. Objetivos: Identificar fatores de risco para persistência de chiado em crianças de zero a dois anos de idade após seguimento de dois anos subseqüentes a episódio agudo de chiado. Métodos: Foram selecionadas 80 crianças entre zero e 24 meses de idade atendidas com episódio agudo de chiado em serviços de emergência em Ribeirão Preto. As crianças foram seguidas por dois anos e avaliadas quanto à persistência de chiado (três ou mais episódios nos últimos 12 meses) e desenvolvimento de sensibilização alérgica (IgE específica e/ou teste cutâneo de hipersensibilidade imediata positivos para alérgenos inalantes). Os fatores de risco avaliados foram: idade, sexo, fumo na gravidez, antecedentes familiares de alergia, história anterior de chiado, presença de animais no domicílio, exposição a fumaça de cigarros, detecção de vírus no lavado nasal, níveis séricos de IgE total e níveis de anticorpos IgE específicos, exposição a alérgenos ambientais (ácaros, barata, gato e cachorro) e aleitamento materno.Resultados: 73 crianças (44 meninos) concluíram os dois anos de seguimento e foram classificadas em chiadorespersistentes (n=38, mediana de idade 33,5 meses) e chiadores transitórios (n=35, mediana de idade 31 meses). Os fatores de risco presentes nos dois primeiros anos de vida, que se associaram à persistência de chiado dois anos após, foram (análise univariada): a história familiar de alergia (OR=13,5; p<0,001), fumo durante a gestação (OR=3,2; p=0,03) e exposição a alérgeno de barata na cama (OR=4,03; p=0,02). O número de mães que amamentaram foi maior .. no grupo de crianças com chiado transitório, indicando risco menor para persistência de chiado nas crianças que receberam aleitamento materno exclusivo por pelo menos um mês (OR=.21; p=0,03). A detecção de vírus na avaliação inicial não mostrou associação com persistência de chiado ao final do seguimento. Quando analisadas as crianças entre dois e quatro anos de idade, os fatores associados à persistência de chiado foram (análise univariada): sensibilização alérgica para alérgenos inalantes (OR=13; p<0,001), níveis séricos de IgE total >100 kU/L (OR=13; p<0,001) e presença de rinite alérgica OR=22,5; p<0,001). A porcentagem de sensibilização a inalantes foi significantemente maior nos chiadores persistentes quando comparada ao grupo de crianças com chiado transitório (27/38; 71 % e 6/35;17% respectivamente). Na análise multivariada utilizando-se o modelo de Regressão Logística, a presença de sensibilização alérgica (OR=12,36; p<0,001), antecedentes alérgicos nos familiares diretos (OR=8,42;p=0,01) e exposição a alérgeno de barata (OR=6,88; p=0,015) mantiveram diferenças significativas. Fumo na gravidez manteve uma tendência (OR=4,17; p=0,058) e o aleitamento materno por pelo menos um mês manteve-se como fator de proteção (OR=0,06; p=0,001).Conclusões: Apesar da faixa etária precoce (dois a quatro anos de idade) foi possível estabelecer a presença de sensibilização alérgica e a forte associação desta com a persistência de chiado neste grupo de crianças O aleitamento materno parece ter conferido um papel protetor, prevenindo a persistência do chiado entre dois e quatro anos de idade
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 21.08.2003

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200030068Silva, Jorgete Maria e
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVA, Jorgete Maria e; FERRIANI, Virgínia Paes Leme. Fatores de risco associados a persistência de chiado em crianças pré-escolares: um estudo prospectivo. 2003.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2003.
    • APA

      Silva, J. M. e, & Ferriani, V. P. L. (2003). Fatores de risco associados a persistência de chiado em crianças pré-escolares: um estudo prospectivo. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Silva JM e, Ferriani VPL. Fatores de risco associados a persistência de chiado em crianças pré-escolares: um estudo prospectivo. 2003 ;
    • Vancouver

      Silva JM e, Ferriani VPL. Fatores de risco associados a persistência de chiado em crianças pré-escolares: um estudo prospectivo. 2003 ;