Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Sistemas de gestão da qualidade, de meio ambiente e de segurança e saúde no trabalho: um estudo para o setor químico brasileiro (2003)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: AQUINO, JOSE DAMASIO DE - FSP
  • USP Schools: FSP
  • Subjects: ADMINISTRAÇÃO DA QUALIDADE; MEIO AMBIENTE; SAÚDE OCUPACIONAL; ACIDENTES DE TRABALHO
  • Language: Português
  • Abstract: A adoção de sistemas de gestão estabelecidos em normas de organismos internacionais pode contribuir para a melhoria dos processos produtivos e dos ambientes externos e internos de trabalho. Nesse sentido,realizou-se estudo para verificar a possibilidade de correlacionar a variação da incidência de acidentes de trabalho no setor químico brasileiro com a expansão da adoção de sistemas de gestão da qualidade,de meio ambiente e de segurança e saúde no trabalho nas empresas desse setor. O universo do estudo constitui-se de 677 empresas do setor químico brasileiro. Realizou-se um levantamento das empresas quepossuíam sistemas de gestão da qualidade em dezembro de 2001, de meio ambiente e de segurança e saúde no trabalho, certificados com base nas normas ISO 9000, ISO 14001 E BS 8800 / OHSAS 18001, respectivamente.Foram aplicados testes estatísticos para verificar correlações entre certificações e porte das empresas, medido pelo número de funcionários e faturamento no ano de 2000. Observou-se que a maioria dos elementosdo PPRA são contemplados nos modelos voluntários de sistemas de gestão da qualidade, de meio ambiente e de segurança e saúde no trabalho. O teste x² mostrou que, ao se analisarem as empresas,) considerando o número de funcionários em 2000, havia diferença significativa (p 0,001) entre aquelas com sistemas de gestão da qualidade e de meio ambiente certificados e aquelas sem tais sistemascertificados. A mesma análise foi realizada considerando-se ofaturamento das empresas em 2000 e o teste não-paramétrico de Wilcoxon mostrou que também havia diferença significativa (p 0,001) entre as empresas certificadas e as empresas não-certificadas. Observou-se que o número de certificados no Brasil para sistemas de gestão de segurança e saúde no trabalho alcançava cerca de uma centena em 2002, que 50 por centodeles estavam concentrados em oito empresas do setor químico e que, dentre estes, uma única empresa era responsável por aproximadamente 70 por cento dos certificados emitidos. Verificou-se que há um padrão naadoção de sistemas de gestão. Verificou-se ainda que, a partir dos dados atualmente disponíveis, não é possível correlacionar o crescimento da adoção dos sistemas de gestão da qualidade, de meio ambiente ede segurança e saúde no trabalho com a variação da incidência de acidentes de trabalho no setor químico brasileiro, no período de 1998 a 2001. (AU)
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.05.2003

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FSP11800029988614.7 196
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      AQUINO, José Damásio de; PHILIPPI JÚNIOR, Arlindo. Sistemas de gestão da qualidade, de meio ambiente e de segurança e saúde no trabalho: um estudo para o setor químico brasileiro. 2003.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.
    • APA

      Aquino, J. D. de, & Philippi Júnior, A. (2003). Sistemas de gestão da qualidade, de meio ambiente e de segurança e saúde no trabalho: um estudo para o setor químico brasileiro. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Aquino JD de, Philippi Júnior A. Sistemas de gestão da qualidade, de meio ambiente e de segurança e saúde no trabalho: um estudo para o setor químico brasileiro. 2003 ;
    • Vancouver

      Aquino JD de, Philippi Júnior A. Sistemas de gestão da qualidade, de meio ambiente e de segurança e saúde no trabalho: um estudo para o setor químico brasileiro. 2003 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: