Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Sincronização da ovulação com GnRH e benzoato de estradiol para inseminação artificial em tempo fixo em bubalinos (Bubalus bubalis) (2003)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BERBER, RODOLFO CASSIMIRO DE ARAUJO - FMVZ
  • USP Schools: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VRA
  • Subjects: BÚFALOS; GONADOTROPINOS; HORMÔNIOS; INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL ANIMAL
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo desse estudo foi avaliar a substituição da segunda administração de GnRH por benzoato de estradiol (BE) no protocolo Ovsynch em bubalinos. Búfalas multíparas receberam 25 mg de Lecirelina (GnRH) no Dia 0, e 150 'mü'g de D-Cloprostenol (PG'F IND. 2'alfa'') no Dia 7. No Dia 8, foi aplicado BE nas búfalas do G-BE0,5 (0,5 mg) e do G-BE1,0 (1,0 mg). No Dia 9, os animais do G-GnRH receberam 25 'mü'g de Lecirelina (Controle). No Experimento 1, foi acompanhada a dinâmica folicular de 33 búfalas (11 animais/grupo). No Dia 0, realizou-se uma avaliação ultra-sonográfica transretal para verificar o status ovariano e para compor os grupos de tratamento. Outros exames foram realizados nos Dias 7 e 8, e em seguida, a cada 6 horas até o momento da ovulação. Amostras de sangue de 15 das 33 búfalas (5 animais/grupo) foram colhidas nos Dias 0, 7, 8 para mensuração das concentrações de progesterona. Para a avaliação das concentrações de LH foram colhidas amostras de sangue dos mesmos animais (n = 15) a partir do Dia 7 em intervalos de 3 em 3 horas até completar 72 horas. No Experimento 2, avaliou-se a taxa de concepção do G-GnRH (n = 107) e do G-BE1,0 (n=105) após a inseminação artificial em tempo fixo realizada 16 horas (G-GnRH) ou 40 horas (G-BE1,0) após a última aplicação hormonal. No Experimento 1, os diâmetros foliculares dos animais não diferiram entre os tratamentos nos Dias 0, 7, 8 e 9 (P > 0,05). As taxas de ovulação após a última aplicação hormonal foram de 81,8%(G-GnRH), 72,7% (G-BE0,5) e 81,8% (G-BE1,0; P > 0,05). O G-BE0,5 apresentou menor porcentagem de ovulação sincronizada (45,4%) do que o G-GnRH (81,8%) e o G-BE1,0 (72,2%; P < 0,05).(continua) ) Os intervalos entre a PG'F IND. 2'alfa'' e a ovulação foram de 76,0 '+ OU -' 3,0 horas (G-GnRH), 67,5 '+ OU -' 12,3 horas (G-BE0,5) e 70,0 '+ OU -' 4,2 horas (G-BE1,0). Ao comparar com o G-GnRH e G-BE1,0, o G-BE0,5 apresentou maior variação no intervalo entre a aplicação de PG'F IND. 2'alfa'' e a ovulação (P < 0,01). As concentrações de progesterona nos Dias 0, 7 e 8 não diferiram entre os Grupos (P > 0,05). Os picos de LH ocorreram em 51,0 '+ OU -' 0,0h (G-GnRH), 47,3 '+ OU -' 2,7h (G-BE0,5) e 47,0 '+ OU -' 3,8h (G-BE1,0) após a aplicação de PGF2a (P > 0,05). A duração do pico de LH do G-GnRH (7,8 '+ OU -' 1,6 horas) foi menor do que a do G-BE0,5 e do G-BE1,0 (10,5 '+ OU -' 1,7 horas e 10,8 '+ OU -' 2,6 horas, respectivamente; P < 0,05). As amplitudes dos picos de LH foram de 4,5 '+ OU -' 0,4 ng/mL (G-GnRH), 4,3 '+ OU -' 0,8 ng/mL (G-BE0,5) e 4,0 '+ OU -' 0,4 ng/mL (G-BE1,0). O G-GnRH apresentou menor área sob o pico de LH (56,6 + 8,3) do que o G-BE0,5 e o G-BE-1,0 (510,0 + 163,9 e 467,8 + 163,2, respectivamente; P < 0,01). No Experimento 2, as taxas de concepção do G-GnRH e o G-BE1,0 foram de 53,3% (57/107) e 35,2% (37/105), respectivamente (P < 0,05). Conclui-se que a aplicação de benzoato de estradiol (1,0 mg) resultou em semelhante taxa de ovulação sincronizada,entretanto, apresentou menor taxa de concepção do que o protocolo Ovsynch tradicional
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 07.11.2003

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMVZ11300025844T.1291 FMVZ e.2
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BERBER, Rodolfo Cassimiro de Araujo; BARUSELLI, Pietro Sampaio. Sincronização da ovulação com GnRH e benzoato de estradiol para inseminação artificial em tempo fixo em bubalinos (Bubalus bubalis). 2003.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.
    • APA

      Berber, R. C. de A., & Baruselli, P. S. (2003). Sincronização da ovulação com GnRH e benzoato de estradiol para inseminação artificial em tempo fixo em bubalinos (Bubalus bubalis). Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Berber RC de A, Baruselli PS. Sincronização da ovulação com GnRH e benzoato de estradiol para inseminação artificial em tempo fixo em bubalinos (Bubalus bubalis). 2003 ;
    • Vancouver

      Berber RC de A, Baruselli PS. Sincronização da ovulação com GnRH e benzoato de estradiol para inseminação artificial em tempo fixo em bubalinos (Bubalus bubalis). 2003 ;