Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Avaliação in vitro do torque e contra-torque, na inserção e na remoção de parafusos de pilares intermediários em implantes de hexágono externo e interno (2004)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: UEDA, CRISTIANE - FO
  • USP Schools: FO
  • Sigla do Departamento: ODP
  • Subjects: IMPLANTES DENTÁRIOS; PRÓTESE DENTÁRIA
  • Language: Português
  • Abstract: Após alguns anos da introdução dos implantes na odontologia, podemos observar o aprimoramento das técnicas cirúrgicas, bem como o desenvolvimento e aperfeiçoamento de componentes, porém ainda assim encontramos falhas e muitas delas relacionadas ao afrouxamento de parafusos ou fratura dos mesmos. A transmissão não controlada de forças, resultada do torque nos parafusos dos componentes aos implantes, ainda não foi bem estudada e acreditamos que como parte desta carga passa para o implante e para o osso que o circunda, tais forças poderiam levar a falhas na osseointegração. Este trabalho teve por objetivo avaliar o torque aplicado sobre pilares intermediários em dois tipos de implantes com conexão do tipo hexágono externo e hexágono interno; verificar se o torque é o mesmo após um certo número de ciclos de apertamento e afrouxamento; e avaliar a eficácia da utilização de um dispositivo de contra-torque na transmissão de cargas para o implante e osso que o circunda. Foram utilizados 28 implantes, sendo 14 de hexágono externo e 14 de hexágono interno e 28 pilares intermediários cônicos próprios para os respectivos implantes. Os implantes foram posicionados em um dispositivo especialmente desenhado, acoplado a um aferidor de torque digital. Além disso, um microscópio ótico foi utilizado para se verificar as alterações estruturais na superfície dos parafusos após os testes. Os resultados demonstraram que o torque aplicado durante o apertamento foi constante para os grupos HES,HIS e HIC. No afrouxamento verificou-se uma tendência à diminuição do torque para os mesmos grupos. No grupo HEC ocorreu uma maior variação para o torque de apertamento e praticamente não houve diminuição no torque de afrouxamento. Verificou-se ainda que ocorre uma perda de torque nos parafusos dos implantes de hexágono externo sem contra-torque e parafusos de hexágono interno sem contra-torque, em média de 34% e 39,62%, respectivamente (continuação) Esta perda foi, em média de 12,24% para os parafusos de hexágono interno com contra-torque e praticamente não houve perda para o grupo de parafusos de hexágono externo com contra-torque. O dispositivo de contra-torque limitou a passagem do torque de apertamento para o osso, nos implantes de hexágono externo em 48,56%, e nos implantes de hexágono interno em 53,55%
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 05.02.2004

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FO11500017833CRFO651
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      UEDA, Cristiane; SENDYK, Claudio Luiz. Avaliação in vitro do torque e contra-torque, na inserção e na remoção de parafusos de pilares intermediários em implantes de hexágono externo e interno. 2004.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.
    • APA

      Ueda, C., & Sendyk, C. L. (2004). Avaliação in vitro do torque e contra-torque, na inserção e na remoção de parafusos de pilares intermediários em implantes de hexágono externo e interno. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Ueda C, Sendyk CL. Avaliação in vitro do torque e contra-torque, na inserção e na remoção de parafusos de pilares intermediários em implantes de hexágono externo e interno. 2004 ;
    • Vancouver

      Ueda C, Sendyk CL. Avaliação in vitro do torque e contra-torque, na inserção e na remoção de parafusos de pilares intermediários em implantes de hexágono externo e interno. 2004 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: