Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Análise Qualitativa e Quantitativa da Resposta Inflamatória Frente a Diferentes Medicações de Uso Endodôntico - Iodofórmio e Hidróxido de Cálcio -, Quando Aplicadas em Tecido Subcutâneo do Dorso de Rato (2003)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: PALLOTTA, RAUL CAPP - FO
  • USP Schools: FO
  • Sigla do Departamento: ODD
  • Subjects: MEDICAÇÃO ENDODÔNTICA INTRACANAL; HIDRÓXIDO DE CÁLCIO
  • Language: Português
  • Abstract: O presente estudo teve por objetivo avaliar quantitativa e qualitativamente as reações que o organismo desenvolve em relação a duas drogas utilizadas como medicação intracanal - iodofórmio e hidróxido de cálcio -, quando as mesmas são implantadas em dorso de ratos. Para tanto foram utilizados vinte ratos albinos (Rattus norvegicus, var albino, linhagem Wistar), nos quais foram realizadas duas incisões no seu dorso onde foram inseridas, para um mesmo animal, a medicação a ser testada em seu veículo e consistência de uso clínico. Os grupos experimentais eram representados pelo grupo do tecido normal, íntegro (GCI), a ferida controle (GCII) onde nenhuma medicação foi colocada e os grupos tratados com iodofórmio (FOD) e hidróxido de cálcio (FOE). Passados períodos de três, cinco e onze dias, a região onde foi implantada a medicação era removida em bloco com o tecido adjacente. Neste momento a condição macroscópica era observada. Os fragmentos eram levados para fixação em Bouin e processados para análise histológica com a coloração H-E e tricrômico de Mason. Os mesmos eram submetidos a análise qualitativa e quantitativa. Neste caso através da avaliação de fotomicrografias com 550X de aumento de campos representativos do subcutâneo que deveriam ser divididas em 100 pontos com uma grade onde as estruturas mais representativas deveriam ser contadas seguindo a seguinte denominação: células epiteliais, fibras colágenas, fibroblastos, macrófagos, linfócitos, neutrófilos,vasos e outras estruturas (áreas de necrose, fibrócitos, folículos pilosos, espaços,...) Pode ser observado que o FOD interferiu menos no processo de reparo enquanto o FOE mostrou grande área de necrose que demorou todo o período experimental para ser parcialmente recomposta. Já a análise quantitativa mostra para o FOD uma demora na inicialização da resposta, com um pico da reação inflamatória aos 5 dias; enquanto para o FOE uma grande área de necrose foi observada, demonstrando uma condição mais favorável após onze dias de estudo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 17.12.2003

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FO11500016293CRFO184
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PALLOTTA, Raul Capp; MACHADO, Manoel Eduardo de Lima. Análise Qualitativa e Quantitativa da Resposta Inflamatória Frente a Diferentes Medicações de Uso Endodôntico - Iodofórmio e Hidróxido de Cálcio -, Quando Aplicadas em Tecido Subcutâneo do Dorso de Rato. 2003.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.
    • APA

      Pallotta, R. C., & Machado, M. E. de L. (2003). Análise Qualitativa e Quantitativa da Resposta Inflamatória Frente a Diferentes Medicações de Uso Endodôntico - Iodofórmio e Hidróxido de Cálcio -, Quando Aplicadas em Tecido Subcutâneo do Dorso de Rato. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Pallotta RC, Machado ME de L. Análise Qualitativa e Quantitativa da Resposta Inflamatória Frente a Diferentes Medicações de Uso Endodôntico - Iodofórmio e Hidróxido de Cálcio -, Quando Aplicadas em Tecido Subcutâneo do Dorso de Rato. 2003 ;
    • Vancouver

      Pallotta RC, Machado ME de L. Análise Qualitativa e Quantitativa da Resposta Inflamatória Frente a Diferentes Medicações de Uso Endodôntico - Iodofórmio e Hidróxido de Cálcio -, Quando Aplicadas em Tecido Subcutâneo do Dorso de Rato. 2003 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: