Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Síndrome de ardência bucal: perfil clínico de pacientes e prevalência de leveduras gênero do Candida (2003)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CAVALCANTI, DESIREE ROSA - FO
  • USP Schools: FO
  • Sigla do Departamento: ODE
  • Subjects: MANIFESTAÇÕES BUCAIS
  • Language: Português
  • Abstract: A síndrome de ardência bucal (SAB) é uma doença complexa, de etiologia desconhecida, caracterizada por sintoma crônico de ardor em mucosa bucal com aspecto clínico de normalidade. Afeta predominantemente mulheres no período pós-menopausa. O presente estudo teve como objetivo investigar a SAB clinicamente, além de analisar a possível relação desta doença com a freqüência de leveduras do gênero Candida. Trinta e um pacientes, 28 mulheres e 3 homens, 13 caucasianos e 18 não caucasianos, com idade média de 61,3 anos (variação de 30 a 85 anos) foram avaliados. A maioria dos pacientes (80,6%) fazia uso contínuo de medicação sistêmica; os anti-hipertensivos, ansiolíticos e antidepressivos foram os medicamentos mais utilizados. A queixa principal de ardor esteve associada a queixas secundárias (boca seca, alteração de paladar) em 83,8% dos pacientes. A língua foi o sítio mais afetado (70,9%), seguido de semimucosa labial (38,7%) e palato duro (32,2%). O sintoma de ardor foi associado ao câncer bucal (cancerofobia) por 67,7% dos pacientes. Exames complementares (hematócrito, hemoglobina e glicemia de jejum) revelaram apenas dois casos de anemia e diabetes tipo 2. Fatores locais como extrações dentárias e uso de próteses, foram associados ao início dos sintomas por 35,5% dos pacientes. A interferência do sintoma sobre as atividades diárias foi referida por 29% dos pacientes. Leveduras do gênero Candida foram observadas em 52% das amostras obtidas de pacientes com SABe em 63% das amostras do grupo controle, a diferença não foi estatisticamente significante (P > 0,05). Em conclusão, nossos dados foram semelhantes aos observados em outros estudos. Ressalta-se a possível relação da síndrome com uso crônico de medicamentos, depressão, climatério e cancerofobia. Nenhuma associação foi observada entre a SAB e a prevalência de leveduras
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.12.2003

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FO11500010255T3.585
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CAVALCANTI, Desirée Rosa; MIGLIARI, Dante Antonio. Síndrome de ardência bucal: perfil clínico de pacientes e prevalência de leveduras gênero do Candida. 2003.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.
    • APA

      Cavalcanti, D. R., & Migliari, D. A. (2003). Síndrome de ardência bucal: perfil clínico de pacientes e prevalência de leveduras gênero do Candida. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Cavalcanti DR, Migliari DA. Síndrome de ardência bucal: perfil clínico de pacientes e prevalência de leveduras gênero do Candida. 2003 ;
    • Vancouver

      Cavalcanti DR, Migliari DA. Síndrome de ardência bucal: perfil clínico de pacientes e prevalência de leveduras gênero do Candida. 2003 ;