Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Atividade da fosfatase ácida nos ovários, hemolinfa e corpo gorduroso durante a diferenciação de costas e metamorfose de Apis mellifera (2003)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: FAVARETTO, VIVIANE DE FATIMA - FFCLRP
  • USP Schools: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 592
  • Subjects: APIDAE; ABELHAS (GENÉTICA); BIOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução - Apesar de serem morfológica, fisiológica e funcionalmente muito diferentes, as rainhas e operárias Apis mellifera originam-se de larvas com igual potencialidade para desenvolver qualquer uma destas castas. O futuro das larvas bipotentes é determinado pela quantidade e qualidade de alimento que recebem das abelhas nutrizes. A alimentação diferencial desencadeia processos distintos, ainda não esclarecidos, que levam ao estabelecimento de títulos hormonais casta- específicos. Nas larvas de operárias presuntivas, o baixo título de hormônio juvenil, entre outros efeitos, causa a degeneração da maioria dos primórdios .de ovaríolos, enquanto o alto título deste hormônio está relacionado à preservação e desenvolvimento de todos os primórdios, nas larvas de rainhas. Embora sinais da divergência casta-específica dos ovários possam ser percebidos mais cedo, é no 5º estágio larval que estas diferenças se tornam mais nítidas. Neste período, a larva está se preparando para a metamorfose e o organismo; como um todo, se modifica. Modificações da ultra-estrutura e bioquímica das células, durante a transição larval-pupal, foram bastante estudadas no corpo gorduroso, um órgão que se caracteriza por grande atividade de biossíntese e estocagem de proteínas, lipídios e carboidratos. Objetivos - Considerando que a atividade da fosfatase ácida (hidrolase lisossômica com função no turnover de membranas e organelas) poderia ser importante para o processo dedegeneração dos ovaríolos das operárias e para as modificações que ocorrem no corpo gorduroso em preparo para a metamorfose, este trabalho teve como objetivos: (1) quantificar a atividade desta enzima nos ovários, corpo gorduroso e hemolinfa durante a divergência entre as castas e a metamorfose, (2) comparar os dados de atividade específica com a flutuação dos títulos de hormônio juvenil e ecdisteróides, (3) testar a influência de ambos hormônios sobre a atividade ... fosfatásica dos ovários. Materiais e Métodos -A atividade de fosfatase ácida foi quantificada na hemolinfa, corpo gorduroso e ovários de larvas (operárias presuntivas) de 5º estágio em fase de alimentação (L5F), de tecelagem do casulo (L5S), prepupas (PP) e pupas jovens (Pw). Ovários de rainhas presuntivas foram analisados nos mesmos, estágios de desenvolvimento. Misturas de reação foram preparadas com extratos da enzima em tampão citrato de sódio 0,2M, pH 4,5 e 'rô'-nitrofenil fosfato. Após 140 minutos de reação a 37°C (velocidade constante), adicionou-se Tris 0,2M e 1% SDS para bloqueio da reação e o 'rô'-nitrofenol liberado foi quantificado a 405-410nm. Curvas padrão de 'rô'-nitrofenol e de albumina sérica bovina permitiram estimar a atividade total, proteína total e atividade específica das amostras de hemolinfa, corpo gorduroso e ovários. A flutuação da atividade fosfatásica específica durante a metamorfose e divergência entre as castas foi confrontada com os títulos dehormônio juvenil e ecdisteróides, previamente determinados. O tratamento de operárias presuntivas com cada um destes hormônios permitiu quantificar a atividade fosfatásica dos ovários sob regimes hormonais alterados artificialmente. Resultados e Conclusões - A atividade total da fosfatase ácida da hemolinfa variou durante a metamorfose. A atividade detectada em larvas L5F, antes do início da metamorfose, diminuiu significativamente em larvas L5S e prepupas, e tomou a aumentar imediatamente após a metamorfose, em pupas Pw. No entanto, não houve variação significante da atividade específica, indicando que na hemolinfa, a variação da atividade total refletiu a flutuação de proteína total. No corpo gorduroso, verificou-se diminuição significante da atividade total e específica, refletindo, provavelmente, a mudança metamórfica do metabolismo das células que diminuem consideravelmente a atividade secretora. Aparentemente, a ... atividade fosfatásica decai devido à diminuição da síntese desta enzima e de proteínas em geral. A baixa atividade no corpo gorduroso de pré-pupas e pupas Pw sugere que a atividade autofágica necessária à remodelação do corpo gorduroso é baixa (ainda não se intensificou) durante o período estudado. O decaimento da atividade total e específica no corpo gorduroso de pré-pupas e pupas Pw coincidiu com o aumento do título de hormônio juvenil e ecdisteróides, sugerindo efeito repressor destes hormônios, ou de um deles,sobre a atividade fosfatásica. A atividade fosfatásica específica dos ovários de operárias presuntivas mostrou-se constante durante a diferenciação de castas e metamorfose. Mas nos ovários de rainhas, decaiu significantemente nas pré-pupas e pupas jovens (Pw). Inferimos que os níveis hormonais mais altos nas rainhas que nas operárias, poderia ser a causa desta diferença. Esta hipótese foi testada tratando-se larvas de operárias presuntivas com hormônio juvenil ou 20-hidroxiecdisona. O tratamento com hormônio juvenil, mas não com 20-hidroxiecdisona, resultou em diminuição significativa da atividade fosfatásica específica dos ovários. Este resultado sugere que a inibição da atividade desta enzima em ovários expostos a alto título de hormônio juvenil (tais como os de larvas de operárias tratadas com este hormônio ou os de larvas de rainhas) pode ser parte do mecanismo de preservação dos primórdios de ovaríolos. Nas larvas de operárias em metamorfose, o baixo título de hormônio juvenil e conseqüente manutenção da atividade fosfatásica, contribuiria para a degeneração da maioria destes primórdios
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 22.12.2003

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FCLRP20800018505Favaretto, Viviane de Ftima
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FAVARETTO, Viviane de Fátima; BITONDI, Márcia Maria Gentile. Atividade da fosfatase ácida nos ovários, hemolinfa e corpo gorduroso durante a diferenciação de costas e metamorfose de Apis mellifera. 2003.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2003.
    • APA

      Favaretto, V. de F., & Bitondi, M. M. G. (2003). Atividade da fosfatase ácida nos ovários, hemolinfa e corpo gorduroso durante a diferenciação de costas e metamorfose de Apis mellifera. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Favaretto V de F, Bitondi MMG. Atividade da fosfatase ácida nos ovários, hemolinfa e corpo gorduroso durante a diferenciação de costas e metamorfose de Apis mellifera. 2003 ;
    • Vancouver

      Favaretto V de F, Bitondi MMG. Atividade da fosfatase ácida nos ovários, hemolinfa e corpo gorduroso durante a diferenciação de costas e metamorfose de Apis mellifera. 2003 ;