Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Componentes rítmicos na organização da colônia de abelhas sem ferrão, Frieseomelitta doederleini e Friesemeolitta (Hymenoptera, Apidae) (2003)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BELLUSCI, SELMA - FFCLRP
  • USP Schools: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 592
  • Subjects: ABELHAS; APIDAE; COLÔNIAS DE ANIMAIS (COMPONENTES;ORGANIZAÇÃO); ENTOMOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: O estudo da estrutura temporal dos seres vivos mostra a ocorrência de ciclos e ritmos. Os ciclos são o encadeamento de uma seqüência de eventos num intervalo rígido de tempo e mostram muito pouca plasticidade na sua expressão. Ritmos, por outro lado, são gerados por estruturas especiais, osciladores ou relógios biológicos, responsáveis pelas características plásticas dos circa-ritmos. Graças às suas características, os ritmos tem seu período modificado pela ação de fatores ambientais; os ciclos, não. A organização temporal dos seres vivos está baseada na expressão integrada de ciclos e ritmos, que se modulam mutuamente. A integração de elementos rígidos e plásticos faz com que o organismo tenha uma temporização eficiente e ajustável ao seu meio ambiente. Abelhas estão entre os primeiros organismos para os quais a atividade circadiana foi descrita. As forrageadoras sincronizam sua atividade com os ciclos de claro/escuro e de disponibilidade alimentar. No interior do ninho, no entanto, operárias e rainha não têm contato com as pistas ambientais. Informações sobre a fase do ambiente externo, principalmente o claro/escuro, podem ser comunicadas através de feromônios, alternância do número de indivíduos presentes no ninho e do cheiro do material trazido pelas forrageadoras. Neste trabalho, duas espécies de abelhas sem ferrão foram estudadas: Frieseomelitta varia e Frieseomelitta doederleini. Entre as peculiaridades das abelhas sem ferrão está o POP, caracterizado poruma seqüência de etapas comporta mentais que depende, fundamentalmente, das interações sociais entre rainha e operárias, no interior do ninho. Aqui algumas etapas do POP foram analisadas sob o enfoque cronobiológico, com o objetivo de detectar os principais componentes temporais e possíveis 'zeitgebers' que sincronizam os diferentes episódios. Foram observados os ritmos de atividade das forrageadoras, de construção de células de cria pelas operá- ... rias e de postura da rainha, em condições constantes, de laboratório, bem como o efeito da destruição de células sobre os três ritmos. A atividade das forrageadoras no tubo de saída da colônia mostra um ritmo circadiano, arrastado pelo claro/escuro ambiental. No entanto, rainha e operárias mostram componentes cíclicos ligados estreitamente à expressão do POP. O pulso de destruição de células não manteve a fase do ritmo deslocada. Os dados aqui obtidos vem confirmar o papel coordenador da rainha sobre vários aspectos das atividades das operárias, mostrado em diversos trabalhos. Nossos dados vem demonstrar que o ciclo ovariano da rainha, expresso pelo intervalo de posturas, impõe uma marcação temporal muito forte às operárias. Alguns estudos sugerem que operárias da cria não tenham ritmos circadianos, no entanto, dada a importância do ciclo reprodutivo, é provável que o ciclo da rainha esteja impondo seu período à atividade das operárias. Outros experimentos serão necessários paraesclarecer se as operárias já tem um ritmo circadiano, que pode estar mascarado pelo ciclo da rainha, ou então se este ritmo ainda está em geração
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.12.2003

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FCLRP20800028822Bellusci, Selma
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BELLUSCI, Selma; MARQUES, Mirian David. Componentes rítmicos na organização da colônia de abelhas sem ferrão, Frieseomelitta doederleini e Friesemeolitta (Hymenoptera, Apidae). 2003.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2003.
    • APA

      Bellusci, S., & Marques, M. D. (2003). Componentes rítmicos na organização da colônia de abelhas sem ferrão, Frieseomelitta doederleini e Friesemeolitta (Hymenoptera, Apidae). Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Bellusci S, Marques MD. Componentes rítmicos na organização da colônia de abelhas sem ferrão, Frieseomelitta doederleini e Friesemeolitta (Hymenoptera, Apidae). 2003 ;
    • Vancouver

      Bellusci S, Marques MD. Componentes rítmicos na organização da colônia de abelhas sem ferrão, Frieseomelitta doederleini e Friesemeolitta (Hymenoptera, Apidae). 2003 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: