Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Desenvolvimento do RT-PCR para diagnóstico de infecções por vesiculovirus e aplicação da técnica no modelo experimental em cobaia (2003)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BONUTTI, DANIELA WEY - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: RBI
  • Subjects: RHABDOVIRIDAE (ESTUDO;EXPERIMENTAÇÃO;IMUNOLOGIA); DOENÇAS PARASITÁRIAS
  • Language: Português
  • Abstract: OS Vesiculovirus (VSV) compreendem um gênero pertencente à família Rhabdoviridae. Subdividem nos sorotipos Indiana subtipos 1, 2 e 3 (que inclui o vírus brasileiro Alagoas), New Jersey, Isfahan, Chandipura e Piry. Os vírus brasileiros Marabá e Carajás pertencem ao sorotipo Indiana, mas não estão grupados segundo subtipo. VSV ocorrem em todo o mundo infectando animais vertebrados, invertebrados e plantas. Os vírus New Jersey, Indiana, Cocal e Alagoas apresentam importância em medicina veterinária, especialmente para serviços de vigilância animal, por causarem a estomatite vesicular que faz diagnóstico diferencial com a febre aftosa. Piry, Chandipura e Isfahan infectam o homem causando doenças febris agudas e, em alguns casos, acometem o sistema nervoso central. Os VSV são envelopados, com forma de projétil, medem 180nm de comprimento e 75nm de largura. Seus envelopes apresentam espículas superficiais que correspondem a glicoproteína G. O nucleocapsídeo é envolto pela proteína N e apresenta 2 proteínas não estruturais, L e P, que agem combinadas à polimerase vital. Objetivamos com este trabalho desenvolver metodologias de R -PCR, nested-PCR e seqüenciamento nucleotídico para identificar VSV e diagnosticar suas infecções. Também, testamos um modelo de infecção por VSV em cobaias. Para tanto, foram utilizados os VSV Piry, Alagoas, Cocal, Carajás, New Jersey e Indiana-1, que foram cultivados em culturas celulares e no cérebro de camundongos infectados. Estesmateriais tiveram RNA extraído e foram testados por RT -PCR utilizando os primers VSVG que amplificam parte do gene G dos vírus Piry, Carajás, Alagoas e Cocal, bem como com os primers NJP e NI, amplificadores de parte do gene de P e específicos para VSV New Jersey e Indiana-1. A RT-PCR produziu amplicons do tamanho esperado, 290 pares de bases (pb), para os vírus Piry, Alagoas, Cocal e Carajás, 642 pb para vírus New Jersey e 614 pb ... para vírus Indiana-1. Amplicons obtidos pela RT-PCR tiveram nucleotídios seqüenciados e alinhados para seleção de primers internos visando a uma nested-PCR confirmatória da origem viral de Piry, Alagoas, Cocal e Carajás. A RT-PCR mostrou alta eficiência, pois foi 151,3 vezes (2,18 log) mais sensível para a detecção do vírus Piry que a observação do efeito citopatogênico pós-inoculação do vírus em diluições decimais na cultura celular. Cobaias foram infectadas nas patas traseiras com o VSV Alagoas e exibiram lesões vesículo-crostosas nestes locais 3 dias pós-infecção. Dez amostras do sangue e dos epitélios das patas de cobaias tiveram genoma de VSV amplificado pela RT-nested-PCR, o que não ocorreu com materiais clínicos de cobaias não infectadas. O vírus Alagoas adaptou-se à infecção em cobaias e após passagens seriadas, as lesões de patas mostraram-se similares a aquelas observadas em suínos, bovinos e eqüinos com estomatite vesicular. Os animais também apresentaram viremia. O modelo de cobaiasinfectadas com VSV foi reprodutível. A metodologia de RT-PCR mostrou-se adequada ao diagnóstico laboratorial de vesiculoviroses e a RT-nested-PCR pode ser utilizada no diagnóstico das vesiculoviroses humanas que ocorrem no Brasil
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.11.2003

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200035954Bonutti, Daniela Wey
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BONUTTI, Daniela Wey; FIGUEIREDO, Luíz Tadeu Moraes. Desenvolvimento do RT-PCR para diagnóstico de infecções por vesiculovirus e aplicação da técnica no modelo experimental em cobaia. 2003.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2003.
    • APA

      Bonutti, D. W., & Figueiredo, L. T. M. (2003). Desenvolvimento do RT-PCR para diagnóstico de infecções por vesiculovirus e aplicação da técnica no modelo experimental em cobaia. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Bonutti DW, Figueiredo LTM. Desenvolvimento do RT-PCR para diagnóstico de infecções por vesiculovirus e aplicação da técnica no modelo experimental em cobaia. 2003 ;
    • Vancouver

      Bonutti DW, Figueiredo LTM. Desenvolvimento do RT-PCR para diagnóstico de infecções por vesiculovirus e aplicação da técnica no modelo experimental em cobaia. 2003 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: