Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Envolvimento da projeção de fibras musgosas do giro denteado para o subcampo CA3 do hipocampo na alteração de estratégia comportamental (2003)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: RENAULT, LOTTE MARIANNE PIRES - IB
  • USP Schools: IB
  • Subjects: FISIOLOGIA; FISIOLOGIA DO SISTEMA NERVOSO; HIPOCAMPU DE ANIMAL; COMPORTAMENTO ANIMAL
  • Language: Português
  • Abstract: O hipocampo é considerado responsável pelo processamento de memória operacional (Olton e col., 1979) e pela formação de mapas cognitivos espaciais (O'Keefe e Nadel, 1979). Collier e col. (1987) sugeriram que a liberação de opióides pelas fibras musgosas, projeção do giro denteado para o campo CA3 do hipocampo, poderia estar relacionada ao apagamento de informações da memória operacional. De fato, verificamos que a microinfusão de naloxone (que atua como antagonista de receptores opióides) nos campos terminais das fibras musgosas facilita a manutenção de informações adquiridas sob seu efeito, no labirinto aquático (Renault e Xavier, 1999). A proposta do presente trabalho foi investigar o efeito de drogas que interferem no desenvolvimento de potenciação de longa duração (LTP, em inglês), através da ação sobre diferentes receptores opióides nos campos terminais das fibras musgosas, na aquisição de uma nova estratégia comportamental e no processamento de memória operacional. Foram investigados os efeitos de microinfusões tópicas de agonistas opióides dos receptores mu (DAGO) e kappa (U50488h), nos campos terminais das fibras musgosas, sobre o desempenho de ratos em situações comportamentais que demandam mudança de estratégia comportamental e memória operacional. Utilizamos três testes comportamentais, dois deles envolvendo mudança de estratégia comportamental (requerendo memória de referência apenas ou também memória operacional) e um teste queenvolve preponderantemente memória operacional. As tarefas foram realizadas em variantes do labirinto aquático de Morris. A ativação dos receptores mu por DAGO leva a dificuldades para utilizar informações adquiridas imediatamente antes ou depois da sua administração; no entanto, 24 horas depois da administração, quando a droga já havia sido eliminada, observa-se uma melhora de desempenho nas tarefas em curso, em relação aos controles; além disso, as informações adquiridas sob o efeito da droga (no dia anterior) foram utilizadas normalmente pelos animais. Isto sugere que a ativação dos receptores mu afeta transitoriamente o processamento de memória operacional, imediatamente após a microinfusão; porém, este efeito desaparece 24 horas após, quando, ao contrário, a transição para uma nova estratégia comportamental e a utilização de informações novas foram favorecidas. Já a ativação de receptores kappa por U50488h nesta projeção resultou na persistência no uso de informações adquiridas antes da microinfusão, bem como afetou a transição para uma nova estratégia comportamental, no dia da microinfusão; 24 horas após, os animais demonstraram persistir no uso da informação adquirida sob o efeito da droga. No entanto, é necessário frisar que o impacto da administração do agonista kappa sobre o desempenho dos animais nas tarefas comportamentais aqui utilizadas foi consideravelmente menor que o gerado pela aplicação do agonista mu, não afetandosignificativamente o desempenho das duas últimas tarefas comportamentais empregadas. É possível que isto seja devido à menor população de receptores kappa, em contraposição à de receptores mu, nesta projeção. Estes resultados sugerem que a transmissão opioidérgica na projeção giro denteado - CA3 tem um papel relevante na aquisição e processamento de memória operacional, bem como na mudança de estratégia comportamental. Porém, não necessariamente isto envolveria apagamento de informações, mas sim favorecimento da aquisição e utilização de informações novas (sem afetar a manutenção de dados já em uso), em situações nas quais houvesse ativação majoritária de receptores mu, ou do processamento preferencial de informações já disponíveis, por ativação intensa de receptores kappa
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.11.2003

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IB12000022148D-1024 CD-ROM
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      RENAULT, Lotte Marianne Pires; XAVIER, Gilberto Fernando. Envolvimento da projeção de fibras musgosas do giro denteado para o subcampo CA3 do hipocampo na alteração de estratégia comportamental. 2003.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.
    • APA

      Renault, L. M. P., & Xavier, G. F. (2003). Envolvimento da projeção de fibras musgosas do giro denteado para o subcampo CA3 do hipocampo na alteração de estratégia comportamental. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Renault LMP, Xavier GF. Envolvimento da projeção de fibras musgosas do giro denteado para o subcampo CA3 do hipocampo na alteração de estratégia comportamental. 2003 ;
    • Vancouver

      Renault LMP, Xavier GF. Envolvimento da projeção de fibras musgosas do giro denteado para o subcampo CA3 do hipocampo na alteração de estratégia comportamental. 2003 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: