Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Avaliação de lesões de cárie artificiais às margens de preparos cavitários realizados com laser de Er:YAG (2003)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: DOMINGUES, LUCIRENE APARECIDA - FO
  • USP Schools: FO
  • Sigla do Departamento: ODD
  • Subjects: CÁRIE DENTÁRIA; PREPARO DA CAVIDADE DENTÁRIA
  • Language: Português
  • Abstract: Este trabalho avaliou o efeito da irradiação do laser de Er:YAG sobre a resistência de esmalte e cemento/dentina em desenvolverem lesão de cárie artificial. Foram empregados 30 terceiros molares hígidos e realizadas cavidades retangulares nas suas faces vestibular e lingual, na junção cemento-esmalte, com as margens gengivais em cemento e as oclusais em esmalte. Os espécimes foram divididos em 3 grupos: Grupo 1: as cavidades foram preparadas com ponta diamantada (1091 - KG Sorensen) em alta rotação, que serviu como controle. Grupo 2: as cavidades foram preparadas com o laser de Er:YAG, com comprimento de onda de 2,94µm, 400mJ/6Hz e refrigeração com jato de água e o Grupo 3: os preparos foram realizados como no grupo 2 e tiveram suas margens condicionadas com 80mJ/2Hz. Os dentes foram restaurados com a resina Z100, cor B2, sem os procedimentos de condicionamento ácido e aplicação de sistema adesivo. A resina foi aplicada em duas camadas oblíquas, a primeira do ângulo cavo-superficial oclusal até o ângulo axio-gengival e a segunda preenchendo toda a cavidade, e ambas polimerizadas por 40 segundosOs dentes foram impermeabilizados deixando exposta a restauração e uma faixa de tecido de 1,5mm em torno dessa e submetidos a 10 ciclos de pH (6 horas na solução desmineralizante e 18 horas na solução remineralizante a 37oC) e 200 ciclos térmicos (5 - 55oC). Cortes desses tecidos de aproximadamente 100µm foram montados em lâminas comPermount, para serem observados em microscopia de luz polarizada. As lesões de cárie artificiais externas foram medidas em área (µm2), e como a extensão superficial da área a ser medida havia sido fixada em 700µm, os valores encontrados traduziam a profundidade das lesões. Também foi averiguada a freqüência de ocorrência de lesões de parede. Os resultados referentes à profundidade das lesões externas submetidos a ANOVA e teste de Newman-Keuls revelaram que não houve diferença entre os grupos. A Freqüência de lesões de parede presentes nas margens cavitárias foi submetida ao teste Binomial e o grupo esmalte irradiado com 400mJ/6Hz foi o único que se diferenciou dos demais, apresentando uma redução de 25,84% de aparecimento de lesões comparado ao controle
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.12.2003

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FO11500016488CRFO293
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      DOMINGUES, Lucirene Aparecida; TURBINO, Miriam Lacalle. Avaliação de lesões de cárie artificiais às margens de preparos cavitários realizados com laser de Er:YAG. 2003.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.
    • APA

      Domingues, L. A., & Turbino, M. L. (2003). Avaliação de lesões de cárie artificiais às margens de preparos cavitários realizados com laser de Er:YAG. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Domingues LA, Turbino ML. Avaliação de lesões de cárie artificiais às margens de preparos cavitários realizados com laser de Er:YAG. 2003 ;
    • Vancouver

      Domingues LA, Turbino ML. Avaliação de lesões de cárie artificiais às margens de preparos cavitários realizados com laser de Er:YAG. 2003 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: