Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Biossegurança para agentes biológicos na prática assistencial: um estudo em hospitais da região de Itabuna-BA (2003)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: PENTEADO, MARIDALVA DE SOUZA - FSP
  • USP Schools: FSP
  • Sigla do Departamento: HSP
  • Subjects: BIOSSEGURANÇA; PUNÇÕES; HOSPITAIS PRIVADOS; HOSPITAIS FILANTRÓPICOS
  • Language: Português
  • Abstract: Objetivos: descrever a organização de aspectos estruturais relacionados à biossegurança nos hospitais sob a supervisão da Sétima Diretoria Regional da Bahia (Análise de Estrutura); verificar o grau de incorporação de práticas de auto-proteção (Biossegurança), por parte de profissionais atuantes em três desses mesmos hospitais, em procedimentos de punção venosa (Análise de Processo) e analisar as percepções dos profissionais de saúde atuantes nos hospitais, acerca dos riscos concernentes aos agentes biológicos em seu trabalho e acerca do preservar-se. A pesquisa divide-se em três momentos. No primeiro momento, descrevemos as estruturas hospitalares, tomando como base a presença de dezoito itens. Para análise dos resultados, os hospitais são comparados segundo sua classificação por porte, vinculação administrativo-financeira (hospitais públicos, privados e filantrópicos), categoria geral e especializada, constituir-se ou não em campo de atividades de ensino, dispor de corpo clínico aberto ou fechado, tipo de clientela atendida em respeito à forma de remuneração pelos serviços e localização geográfica das instituições. O segundo momento da pesquisa compreende estudo de observação, em que analisamos a incorporação de medidas de biossegurança na prática de punções venosas, por profissionais médicos, enfermeiros e auxiliares e técnicos de enfermagem, em três dos serviços hospitalares. No terceiro momento do estudo, analisamos as percepções dos profissionaisenvolvidos na prática assistencial, aqui também delimitados a médicos, enfermeiros e auxiliares e técnicos de enfermagem, acerca do preservar-se/contaminar-se, utilizando a técnica do Discurso do Sujeito Coletivo. Assim, inferimos que a discussão acerca da biossegurança deva ser tanto técnica quanto ética. ) Como recomendações do trabalho, enfatizamos que esforços sejam empreendidos para que a biossegurança perpasse toda uma nova forma de pensar e agir na saúde; que os aparelhos formadores de recursos humanos para a área incorporem, nos seus conteúdos de ensino, a temática em questão; que as instituições, em particular os hospitais, não descuidem da educação continuada de seus profissionais no tocante ao assunto e que seja dada atenção pelos formuladores de políticas públicas, à análise da qualidade dos serviços de saúde, que leve em conta o cuidado também dos seus trabalhadores. (AU)
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.06.2003

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FSP11800030222613.62 184
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PENTEADO, Maridalva de Souza; LEFÈVRE, Fernando. Biossegurança para agentes biológicos na prática assistencial: um estudo em hospitais da região de Itabuna-BA. 2003.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.
    • APA

      Penteado, M. de S., & Lefèvre, F. (2003). Biossegurança para agentes biológicos na prática assistencial: um estudo em hospitais da região de Itabuna-BA. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Penteado M de S, Lefèvre F. Biossegurança para agentes biológicos na prática assistencial: um estudo em hospitais da região de Itabuna-BA. 2003 ;
    • Vancouver

      Penteado M de S, Lefèvre F. Biossegurança para agentes biológicos na prática assistencial: um estudo em hospitais da região de Itabuna-BA. 2003 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: