Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Um modelo de avaliação de risco de crédito com base no conceito de dificuldade financeira (2004)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MONTEIRO, CLAUDIO JORGE - FEA
  • USP Schools: FEA
  • Sigla do Departamento: EAC
  • Subjects: CONTABILIDADE GERENCIAL; CRÉDITO; ADMINISTRAÇÃO DE RISCO
  • Language: Português
  • Abstract: Esta tese propõe a desenvolver um modelo de avaliação de risco de crédito com base no conceito de dificuldade financeira usando o método estatístico análise discriminante. Mais especificamente, se utiliza do Z Score Model de Altman (1968) como referência para conceituação e estruturação. Comparativamente ao modelo desenvolvido por Altman e por outros autores brasileiros que exploraram este mesmo assunto, a modelagem proposta possui diferenças de ordem conceitual, estrutural e conjuntural. Do ponto de vista conceitual, o modelo proposto tem por objetivo primordial prever dificuldade financeira com um ano de antecedência. As outras pesquisas, confeccionadas no passado , foram desenvolvidas para prever concordata ou falência. Além disso, outras diferenças conceituais acessórias podem ser listadas: o aproveitamento do banco de dados para desenvolver equações setoriais e específicas; e a introdução da conceituação de Industry-Relative Ratios de Platt & Platt. Do lado estrutural, o modelo proposto se diferencia dos anteriores por conta do tamanho e qualidade do banco de dados utilizado. Além disso, a quantidade de índices utilizados, bem como o porte das empresas e o grau de confiabilidade de suas demonstrações contábeis, também devem ser citados como fatores de diferenciação. No que diz respeito às diferenças conjunturais, o modelo proposto se destaca por ter sido formulado a partir do Plano Real, o que lhe confere um caráter de atualidade. Além disso, por ter sidoformulado recentemente, pode se apropriar de todos os benefícios de hardwares e softwares modernos, os quais ampliam a possibilidade de simulações e reduzem substancialmente qualquer possibilidade de erro humano. Quando da apresentação dos resultados, verificou-se que a equação discriminante geral apresentou-se adequada, pois os resultados auferidos mostraram-se bastante próximos dos resultados apresentados por pesquisas semelhantes no passado. Esta mesma equação geral, quando ajustada com intuito de reduzir a incidência de erro Tipo I (classificação de empresas em dificuldade financeira como saudáveis), apresentou resultados bastante convincentes. Ao realizar comparações entre a equação discriminante geral e as equações discriminantes setoriais e específicas, pode-se constatar que, na maioria dos casos prevaleceram os resultados da equação geral. Isso acabou surpreendendo, pois não só mostrou a robustez do modelo geral, como evidenciou que, muito provavelmente, dinâmicas e particularidades setoriais não afetam, de maneira significativa, a capacidade de discriminar da equação geral.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.04.2004

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FEA20600026376T658.151 M775m v.2 e.2
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MONTEIRO, Claudio Jorge; LISBOA, Lázaro Plácido. Um modelo de avaliação de risco de crédito com base no conceito de dificuldade financeira. 2004.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.
    • APA

      Monteiro, C. J., & Lisboa, L. P. (2004). Um modelo de avaliação de risco de crédito com base no conceito de dificuldade financeira. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Monteiro CJ, Lisboa LP. Um modelo de avaliação de risco de crédito com base no conceito de dificuldade financeira. 2004 ;
    • Vancouver

      Monteiro CJ, Lisboa LP. Um modelo de avaliação de risco de crédito com base no conceito de dificuldade financeira. 2004 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: