Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Caracterização da variabilidade entre inibidores de proteinase do tipo Kunitz de Theobroma: atividade in vitro e in vivo sobre pragas da ordem Lepidoptera; clonagem e expressão heteróloga (2004)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: PAULILLO, LUIS CESAR MAFFEI SARTINI - CENA
  • USP Schools: CENA
  • Subjects: ALBUMINAS; BIOLOGIA MOLECULAR VEGETAL
  • Language: Português
  • Abstract: Para realizar a hidrólise das proteínas ingeridas é necessário que os insetos produzam uma grande variedade de proteases intestinais. A partir do estudo de algumas plantas, observou-se que elas apresentam proteínas capazes de inibir a ação das proteases de insetos, sendo chamadas de inibidores de proteases (IP). Ao alimentarem-se destas plantas, os insetos ingerem quantidades significativas desses inibidores, e conseqüentemente, observa-se uma inibição do crescimento provocada pela má nutrição, afetando o desenvolvimento do inseto. Uma estratégia de desenvolvimento de plantas tolerantes a insetos consiste na introdução de genes exógenos codificando esses inibidores de proteases. Entretanto, tem-se observado que alguns insetos apresentam a capacidade de se adaptar a plantas transgênicas e/ou dietas artificiais contendo inibidores de proteases heterólogos. Entre as abordagens propostas para contornar essa tolerância inclui-se a utilização da variabilidade dos inibidores encontrada na natureza. Sementes de Theobroma cacao possuem uma proteína de 21 kDa, correspondendo a aproximadamente 20% do total de proteínas da semente, que possui atividade inibitória de tripsina e apresenta homologia ao inibidor de proteinase do tipo Kunitz. O presente trabalho visou caracterizar os inibidores de proteinase que ocorrem nas várias espécies brasileiras do gênero Theobroma, homólogos à proteína de 21kDa de sementes de cacau; avaliar as atividades destes inibidores in vitro e invivo sobre as seguintes espécies da ordem Lepidoptera: Anthicarsia gemmatalis, Helicoverpa zea, Heliothis virescens e Diatraea saccharalis, pragas importantes das culturas da soja, milho, algodão e cana-de-açúcar, respectivamente; e clonar as seqüências dos inibidores com maior atividade e expressá-los em sistemas heterólogos continua ... ) Os resultados alcançados permitiram concluir que a concentração média do inibidor de tripsina do tipo Kunitz em sementes de Theobroma corresponde a 10,9 % do peso seco de cotilédones desengordurados. A identidade das proteínas estudadas foi confirmada por meio do anticorpo de soja, gerado contra o inibidor semipurificado de soja do tipo Kunitz, que reconheceu fragmentos principais com o tamanho esperado ao redor de 21 KDa em todas as espécies de Theobroma. A atividade inibitória dos extratos de sementes sobre as enzimas proteolíticas intestinais dos insetos foi demonstrada para algumas das espécies de Theobroma, principalmente T. cacao, T. obovatum e T. sylvestre. A inclusão de extratos de T. cacao em dietas artificiais fornecida às lagartas de Anticarsia gemmatalis e Diatraea saccharalis causou um significativo aumento no percentual de deformação de adultos, o qual está diretamente relacionado com a taxa de sobrevivência dos insetos e número de ovos depositados pelas fêmeas, mas não afetou outros parâmetros biológicos A identidade média entre todas as seqüências de aminoácidos de Theobroma e o inibidor de tripsina de soja dotipo Kunitz KTi3 (AAF87095.1) foi estimada em 26%, enquanto a similaridade média foi 38%. O alinhamento múltiplo das seqüências de aminoácidos apresentou a conhecida região do sítio reativo (posições 92-93) e os resíduos conservados de cisteína (resíduos 69, 116, 172, e 183), potencialmente responsáveis pelas duas pontes de dissulfeto da cadeia, que formam o primeiro e segundo loop., respectivamente
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 14.05.2004

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    CENA12800000511(043) P327c 10062
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PAULILLO, Luis Cesar Maffei Sartini; FIGUEIRA, Antonio Vargas de Oliveira. Caracterização da variabilidade entre inibidores de proteinase do tipo Kunitz de Theobroma: atividade in vitro e in vivo sobre pragas da ordem Lepidoptera; clonagem e expressão heteróloga. 2004.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2004.
    • APA

      Paulillo, L. C. M. S., & Figueira, A. V. de O. (2004). Caracterização da variabilidade entre inibidores de proteinase do tipo Kunitz de Theobroma: atividade in vitro e in vivo sobre pragas da ordem Lepidoptera; clonagem e expressão heteróloga. Universidade de São Paulo, Piracicaba.
    • NLM

      Paulillo LCMS, Figueira AV de O. Caracterização da variabilidade entre inibidores de proteinase do tipo Kunitz de Theobroma: atividade in vitro e in vivo sobre pragas da ordem Lepidoptera; clonagem e expressão heteróloga. 2004 ;
    • Vancouver

      Paulillo LCMS, Figueira AV de O. Caracterização da variabilidade entre inibidores de proteinase do tipo Kunitz de Theobroma: atividade in vitro e in vivo sobre pragas da ordem Lepidoptera; clonagem e expressão heteróloga. 2004 ;