Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Estudo descritivo dos recém-nascidos de muito baixo peso em uma maternidade de nível terciário (2001)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MARINO, WANDA TOBIAS - FSP
  • USP Schools: FSP
  • Sigla do Departamento: HSM
  • Subjects: MORTALIDADE NEONATAL
  • Language: Português
  • Abstract: Caracteriza o perfil dos recém-nascidos de muito baixo peso (MBP) ao nascer assistidos na Maternidade Albert Einstein, segundo variáveis de natureza biológica, social e demográfica. A populaçäo de estudo foi de 123 recém-nascidos (RN) vivos com peso inferior a 1.500 gramas, atendidos no período de janeiro de 1994 a dezembro de 1998. As informações obtidas foram depositadas em um banco de dados. As tabelas säo com determinaçäo de freqüência e nas variáveis contínuas, determinaçäo de média, mediana e desvio-padräo. As associações entre variáveis foram estudadas com calculo do X² e nível de significância p<0,05. A incidência de baixo peso foi de 7,9 por cento, de MBP de 1,2 por cento e de extremo baixo peso de 0,35 por cento. As mäes em 44,7 por cento eram primigestas e em 29,3 por cento secundigestas e a idade materna média foi de 31,7 anos. Cerca de 30,1 por cento destas gestantes tiveram um aborto. Uma gestante näo fez pré-natal e o número de consultas foi de 6 a 7 consultas (78 por cento das gestantes). A fertilizaçäo "in vitro" ocorreu em 13 por cento das gestantes e 37 por cento dos recém-nascidos eram de baixo peso, 30 por cento gemelares e 20 por cento prematuros. O nascimento por via cesárea ocorreu em 69,1 por cento e parto vaginal em 30,9 por cento. Cerca de 25 por cento das gestantes receberam corticóide antenatal. Em 51,2 por cento dos RN foram do sexo masculino e 26,8 por cento foram classificados como pequenos para idade gestacional e 73,2 por cento eram AIG.Índices de Apgar de 1 min <= 3 foi de 31,7 por cento e de 5 min foi de 5,7 por cento. A média de peso ao nascer foi de 1.090 g e da idade gestacional de 30,2 semanas e estes pontos estäo plotados na curva de crescimento acima do percentil 10, mas na alta hospital, o RN se localiza a baixo do percentil 10. O tempo de permanência no hospital foi de 49,5 dias e a mediana da idade gestacional na alta foi de 38 semanas. )Afecções mais freqüentes: Anemia (75,6 por cento), Síndrome do Desconforto Respiratório (54,5 por cento), Doença Pulmonar Crônica (40 por cento), Hemorragia Intracraniana (25 por cento), Icterícia Fisiológica (80 por cento), Infecçäo Hospitalar (33,3 por cento), Canal Arterial Patente(50 por cento) e Anoxia Perinatal Grave (27 por cento). Idade gestacional < 24 semanas apresentou 100 por cento de óbito e acima de 1.000g a tendência é de 98 a 100 por cento de sobrevida.A mortalidade neonatal precoce é de 54 por cento e a mortalidade neonatal tardia é de 34 por cento (AU)
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.07.2001

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FSP11800030348Mtr 1018
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MARINO, Wanda Tobias; SIQUEIRA, Arnaldo Augusto Franco de. Estudo descritivo dos recém-nascidos de muito baixo peso em uma maternidade de nível terciário. 2001.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2001.
    • APA

      Marino, W. T., & Siqueira, A. A. F. de. (2001). Estudo descritivo dos recém-nascidos de muito baixo peso em uma maternidade de nível terciário. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Marino WT, Siqueira AAF de. Estudo descritivo dos recém-nascidos de muito baixo peso em uma maternidade de nível terciário. 2001 ;
    • Vancouver

      Marino WT, Siqueira AAF de. Estudo descritivo dos recém-nascidos de muito baixo peso em uma maternidade de nível terciário. 2001 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: