Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Estudos eletroquímicos e espectroscópicos de derivados fenotiazínicos (2004)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SILVA, JANICIARA BOTELHO - IQSC
  • USP Schools: IQSC
  • Subjects: ELETROQUÍMICA
  • Language: Português
  • Abstract: Nesse trabalho foi estudada a oxidação eletroquímica de três derivados fenotiazínicos, a Clorpromazina (CPZ), a Trifluopromazina (TPZ) e a Trifluperazina (TFP), todos fármacos com ampla utilização em distúrbios neurológicos. Nos últimos anos estas drogas vem sendo estudadas por apresentarem propriedades antioxidade e anti-mdr (do inglês mdr "multi-drug-resistence").A oxidação eletroquímica dos derivados fenotiazínicos em meio aquoso mostrou um comportamento voltamétrico irreversível caracterizado por uma onda anódica e uma catódica; que é dependente do tipo de solvente, pH do meio, da velocidade de varredura utilizada e da concentração da droga. Foram determinadas faixas de potencial anódico de 663 a 743 mV para a oxidação da CPZ a seu respectivo sulfóxido (CPZSO), para a oxidação da TPZ a TPZSO o potencial anódico variou de 720 a 865 mV, e os estudos com a TFP indicaram variação de potencial de 681 a 778 mV para o processo de oxidação da TFPZ para TFPSO. O processo de oxidação em meio aquoso dos três derivados fenotiazínicos (CPZ, TPZ e TFP) gerou seus respectivos sulfóxidos (CPZSO, TPZSO e TFPSO), e o deslocamento para valores de potenciais mais elevados, para as três drogas estudadas, deve-se à complicações no mecanismo, provavelmente, ocorrem reações químicas acopladas ao sistema. Através dos estudos realizados por eletrólise a potencial controlado foram estimados os valores das constantes de velocidade e o número de elétrons envolvidos no processo deoxidação desses compostos em tampão acetato pH 4.0 e pH 6.5. O estudo realizado por fluorescência (espectros de excitação) caracterizou três espécies distintas em solução aquosa para os três derivados (Contínua) ) analisados, que são a forma monomérica da droga, um agregado intermediário (dímero ou trímero) e um agregado maior que foi chamado de multímero. Utilizando a técnica de eletrodo rotatório foram estimados os coeficientes de difusão das três drogas, separadamente, em função do aumento da concentração. Estes valores de coeficiente de difusão foram analisados levando-se em consideração a forma que a droga pode estar difundindo até o eletrodo, se como monômero ou como agregado. O coeficiente de difusão da droga pura foi comparado ao coeficiente da droga em uma micela de surfactante neutro (Triton X-100)
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.08.2004

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IQSC30800014627T1570
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVA, Janiciara Botelho; TABAK, Marcel. Estudos eletroquímicos e espectroscópicos de derivados fenotiazínicos. 2004.Universidade de São Paulo, São Carlos, 2004.
    • APA

      Silva, J. B., & Tabak, M. (2004). Estudos eletroquímicos e espectroscópicos de derivados fenotiazínicos. Universidade de São Paulo, São Carlos.
    • NLM

      Silva JB, Tabak M. Estudos eletroquímicos e espectroscópicos de derivados fenotiazínicos. 2004 ;
    • Vancouver

      Silva JB, Tabak M. Estudos eletroquímicos e espectroscópicos de derivados fenotiazínicos. 2004 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: