Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Estrutura genética de populações de Encholirium (Bromeliaceae) e implicações para sua conservação (2004)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CAVALLARI, MARCELO MATTOS - ESALQ
  • USP Schools: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LGN
  • Subjects: BROMELIALES; CONSERVAÇÃO BIOLÓGICA; VARIAÇÃO GENÉTICA EM PLANTAS; GENÉTICA DE POPULAÇÕES; MARCADOR MOLECULAR; PLANTAS EM EXTINÇÃO
  • Language: Português
  • Abstract: Encholirium é um gênero de Bromeliaceae de distribuição restrita ao território brasileiro, ocorrendo exclusivamente em afloramentos rochosos nos domínios do Cerrado, Caatinga e Floresta Atlântica, e com centro de diversidade na Cadeia do Espinhaço de Minas Gerais. Possui 23 espécies, das qua is 12 não estão protegidas por nenhuma Unidade de Conservação. O objetivo deste trabalho foi gerar informações úteis para a conservação de três espécies deste gênero, endêmicas da porção mineira da Cadeia do Espinhaço, através da análise da estrutura genética de suas populações. O conhecimento da distribuição da variabilidade genética existente em populações naturais de espécies ameaçadas é fundamental para o planejamento de sua conservação. E. pedicellatum e E. biflorum são espécies conhecidas por apenas uma população cada, ambas ocorrendo fora de Unidades de Conservação, e, desta forma, criticamente ameaçadas de extinção. E. subsecundum é mais bem distribuída, apresentando algumas populações protegidas. As três espécies apresentam propagação vegetativa e aparentemente o estabelecimento de plântulas nas populações é um evento raro. Foram amostradas quatro populações de E. subsecundum ao longo de 200 km, além das populações de E. biflorum e E. pedicellatum. Toda a amostragem foi estruturada em nível de agrupamentos de plantas dentro de populações, respeitando a distribuição espacial dos indivíduos. Utilizaram-se cinco primers RAPD (Random Amplified Polymorphic DNA) paragerar aproximadamente 60 bandas polimórficas para cada espécie. A técnica permitiu observar que cada indivíduo amostrado apresenta um genótipo diferente (com exceção de um clone encontrado para E. biflorum), evidenciando uma variabilidade anteriormente subestimada pelo hábito clonal das plantas, pela sua morfologia uniforme e pelo tamanho reduzido das populações. A porcentagem de bandas ) polimórficas, bem como o Índice de Diversidade de Shannon- Wiener, indicam que a espécie E. subsecundum, de distribuição mais ampla, apresenta maior diversidade genética molecular, seguida de E. biflorum. Através da Análise de Variância Molecular, AMOVA, observou-se que o padrão de distribuição da variabilidade genética molecular varia de espécie para espécie. Forte estruturação genética em nível de agrupamentos de plantas foi detectada para E. biflorum e E. pedicellatum. E. biflorum apresenta 16,06% da variância genética molecular entre agrupamentos (Fst= 0,16), que distam em média 11,6 m entre si, enquanto E. pedicellatum apresenta 8,44% da variância entre agrupamentos distando em média 88 m entre si (Fst = 0,08). Já a espécie E. subsecundum apresenta 14,52% da variância entre populações distantes em média 116,6 km umas das outras (Fst = 0,15). Nas três espécies, as diferenças genéticas moleculares existentes entre os indivíduos do mesmo agrupamento são responsáveis pela maior parte da variabilidade genética molecular total (maior do que 80% da variabilidade nos trêscasos). Tais resultados têm implicação direta para a conservação, sendo especialmente úteis para a otimização de coletas para a formação de bancos de germoplasma ex situ
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.10.2004
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    ESABC10500030260t635.93422 C377e e.2 84112
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CAVALLARI, Marcelo Mattos; VEASEY, Elizabeth Ann. Estrutura genética de populações de Encholirium (Bromeliaceae) e implicações para sua conservação. 2004.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2004. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11137/tde-24012005-085130/ >.
    • APA

      Cavallari, M. M., & Veasey, E. A. (2004). Estrutura genética de populações de Encholirium (Bromeliaceae) e implicações para sua conservação. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11137/tde-24012005-085130/
    • NLM

      Cavallari MM, Veasey EA. Estrutura genética de populações de Encholirium (Bromeliaceae) e implicações para sua conservação [Internet]. 2004 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11137/tde-24012005-085130/
    • Vancouver

      Cavallari MM, Veasey EA. Estrutura genética de populações de Encholirium (Bromeliaceae) e implicações para sua conservação [Internet]. 2004 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11137/tde-24012005-085130/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: