Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Estudo evolutivo das crianças expostas ao HIV e notificadas pelo núcleo de vigilância epidemiológica do HCFMRP-USP (2004)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SILVA, ADRIANA NUNES FERNANDES DA - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: RMS
  • Subjects: HIV (TRANSMISSÃO); CRIANÇAS; VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA; HOSPITAIS UNIVERSITÁRIOS
  • Language: Português
  • Abstract: Esta pesquisa teve como objetivo avaliar a evolução de crianças nascidas de mães positivas para o HIV ou com AIDS no Hospital das Clinicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, durante o período compreendido entre 1986 e 2001. Foram levantadas informações relativas ao tratamento pré-natal e tratamento da criança ao nascer, assim como à reversão sorológica, soropositividade e sobrevida. Dos 680 participantes, 67 (9,8%) se infectaram, 520 (76,5%) não se infectaram e 93 (13,7%) ficaram sem informação devido ao abandono de seguimento. Tratamento durante a gestação ocorreu em 144 mulheres com o uso de monoterapia (21,2%) e em 77 com a utilização de duas ou mais drogas (11,3%), não tendo se verificado em 459 gestantes (67,5%). Entre os recém nascidos, 205 (30,1%) receberam apenas AZT, 134 (19,7%) foram medicados com AZT+SMX/TMP e 341 (50,1%) não foram tratados. Ocorreu óbito de 39 crianças (5,7%), com 559 (82,2%) tendo permanecido vivas e 82 (12,0%) cuja informação foi perdida. O percentual de óbito foi consideravelmente mais elevado entre os que não receberam tratamento (9,7%), em relação aos que receberam apenas AZT (2,9%). Não se verificou nenhuma morte entre as 134 crianças tratadas com AZT +SMX/TMP. As proporções de óbitos variaram de acordo com o tempo, atingindo 9,5% no período pré-tratamento (1986/1995) e caindo para 2,7% entre os anos de 1996 e 2001. Entre os 67 indivíduos infectados pelo HIV foram verificadas 22 mortes (33,8%), valor muitosuperior ao encontrado entre os 520 não infectados, nos quais ocorreram apenas 4 óbitos (0,8%). Os tempos medianos de reversão sorológica foram iguais a 589 dias para os nascidos de 1986 a 1995, e 451 dias, para os que nasceram no período 1996 a 2001. As curvas de sobrevivência demonstraram o evidente favorecimento dos indivíduos que foram submetidos a algum tipo de tratamento, indicando que a intervenção terapêutica trouxe ganhos inquestionáveis para os recém ) nascidos de gestantes positivas para o HIV ou com AIDS
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 23.12.2004
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200028544Silva, Adriana Nunes Fernandes
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVA, Adriana Nunes Fernandes da; PASSOS, Afonso Dinis Costa. Estudo evolutivo das crianças expostas ao HIV e notificadas pelo núcleo de vigilância epidemiológica do HCFMRP-USP. 2004.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2004. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17139/tde-10102006-102046/ >.
    • APA

      Silva, A. N. F. da, & Passos, A. D. C. (2004). Estudo evolutivo das crianças expostas ao HIV e notificadas pelo núcleo de vigilância epidemiológica do HCFMRP-USP. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17139/tde-10102006-102046/
    • NLM

      Silva ANF da, Passos ADC. Estudo evolutivo das crianças expostas ao HIV e notificadas pelo núcleo de vigilância epidemiológica do HCFMRP-USP [Internet]. 2004 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17139/tde-10102006-102046/
    • Vancouver

      Silva ANF da, Passos ADC. Estudo evolutivo das crianças expostas ao HIV e notificadas pelo núcleo de vigilância epidemiológica do HCFMRP-USP [Internet]. 2004 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17139/tde-10102006-102046/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: