Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Variações da crase sangüínea durante a hiperimunização e após sangria e plasmaferese em eqüinos de produção de soro hiperimune anti-crotálico (2005)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: PARRA, ANDREA CRISTINA - FMVZ
  • USP Schools: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VCM
  • Subjects: HEMATOLOGIA; PLASMAFERESE; EQUINOS; SERPENTES
  • Language: Português
  • Abstract: Para o estabelecimento do quadro sangüíneo de eqüinos durante a hiperimunização para produção de soro hiperimune anti-crotálico e após as sangrias de produção e a plasmaferese, foram utilizados 20 animais, obedecendo as normas do protocolo de hiperimunização do Instituto Butantan. As amostras foram colhidas antes das inoculações do antígeno (veneno crotálico), antes e depois das sangrias de produção, após as plasmafereses e 15, 30 e 45 dias após a última sangria, totalizando 340 colheitas, realizadas em 17 momentos. Nas amostras, foram determinados valores do hemograma (número de hemácias, volume globular, teor de hemoglobina, VCM, HCM, CHCM, número de leucócitos, contagem diferencial de leucócitos) e de alguns parâmetros de bioquímica sérica (ferro, transferrina e bilirrubinas). Significativas variações no quadro hematológico dos eqüinos foram observadas na fase de hiperimunização, caracterizando anemia normocítica, normocrômica, sem alterações significativas do leucograma. Além disso, verificou-se diminuição significativa da sideremia associada ao aumento da concentração de transferrina sérica, permitindo classificar-se a anemia, como do tipo ferropriva. Nas fases de sangrias, observou-se evidentes variações no quadro hematológico demonstrando uma anemia hipocitêmica normocítica hipercrômica pós-sangrias, sem variações nos valores do leucograma, mas com significativas variações nos constituintes bioquímicos (diminuição do ferro sérico e aumentoda concentração de transferrina). No período de repouso foi evidente a eficácia da plasmaferese, com pronta , mas parcial recuperação do hemograma e da sideremia dos animais anêmicos, facilitando o rápido retorno para normalidade hematológica, tornando-os aptos a nova produção de soro hiperimune
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.03.2005
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMVZ11300026958T.1461 FMVZ e.2
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PARRA, Andréa Cristina; BIRGEL, Eduardo Harry. Variações da crase sangüínea durante a hiperimunização e após sangria e plasmaferese em eqüinos de produção de soro hiperimune anti-crotálico. 2005.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2005. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10136/tde-12052009-134707/ >.
    • APA

      Parra, A. C., & Birgel, E. H. (2005). Variações da crase sangüínea durante a hiperimunização e após sangria e plasmaferese em eqüinos de produção de soro hiperimune anti-crotálico. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10136/tde-12052009-134707/
    • NLM

      Parra AC, Birgel EH. Variações da crase sangüínea durante a hiperimunização e após sangria e plasmaferese em eqüinos de produção de soro hiperimune anti-crotálico [Internet]. 2005 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10136/tde-12052009-134707/
    • Vancouver

      Parra AC, Birgel EH. Variações da crase sangüínea durante a hiperimunização e após sangria e plasmaferese em eqüinos de produção de soro hiperimune anti-crotálico [Internet]. 2005 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10136/tde-12052009-134707/