Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Erros de medicação em unidades de terapia intensiva e semi intensiva (2004)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: TOFFOLETTO, MARIA CECILIA - EE
  • USP Schools: EE
  • Subjects: ERROS DE MEDICAÇÃO (ENFERMAGEM); UNIDADES DE TERAPIA INTENSIVA
  • Language: Português
  • Abstract: Trata-se de um estudo descritivo-comparativo que teve como objetivos caracterizar os erros de medicação e avaliar suas conseqüências nas condições clínicas dos pacientes e na carga de trabalho de enfermagem, em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e Semi Intensiva (USI). Os dados foram coletados retrospectivamente, incluindo o período de 2000 e 2003, inclusive, por meio de informações obtidas no sistema de registro de ocorrências de duas UTIs e duas USIs de dois hospitais do Município de São Paulo, seguidos de consulta aos prontuários dos pacientes vítimas de erros de medicação. A gravidade do paciente e a carga de trabalho de enfermagem foram avaliadas, respectivamente, por meio do Simplified Acute Physiology Score (SAPS II) e Therapeutic Intervention Scoring System-28 (TISS-28), aplicados 24 horas antes e 24 horas após a ocorrência. A amostra foi constituída por 50 pacientes admitidos nas UTIs e USIs no período analisado, dos quais 48 (96,00%) sofreram um erro e, dois, foram vitimas de duas ocorrências (4,00%) cada um. Referente ao tipo de erro de medicação, do total de 52 erros, 12 (23,08%) ocorreram por omissão de dose, seguidos de 11 (21,15%) e 9 (17,31%) por medicamento e dose erradas, respectivamente. Como conseqüência dos erros, verificou-se que não houve mudança na gravidade dos pacientes (p=0,316), porém houve aumento na carga de trabalho de enfermagem (p=0,009). Em relação ao grupo de medicamentos envolvidos, ou seja, potencialmente perigosos e nãopotencialmente perigosos, não foram observadas diferenças estatisticamente significantes nem na gravidade dos pacientes (p=0,456), nem na carga de trabalho de enfermagem (p=0,264), após o erro de medicação. Os resultados apontam para a necessidade de um maior número de estudos que investiguem as conseqüências dos erros de medicação com a utilização de instrumentos de medida objetivos aplicados a pacientes graves internados em UTI e USI.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.12.2004

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    EE10200009842T2706
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      TOFFOLETTO, Maria Cecilia; PADILHA, Katia Grillo. Erros de medicação em unidades de terapia intensiva e semi intensiva. 2004.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.
    • APA

      Toffoletto, M. C., & Padilha, K. G. (2004). Erros de medicação em unidades de terapia intensiva e semi intensiva. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Toffoletto MC, Padilha KG. Erros de medicação em unidades de terapia intensiva e semi intensiva. 2004 ;
    • Vancouver

      Toffoletto MC, Padilha KG. Erros de medicação em unidades de terapia intensiva e semi intensiva. 2004 ;