Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Metrics


Metrics:

Exercício físico e estresse oxidativo: efeitos do exercício físico intenso sobre a quimioluminescência urinária e malondialdeído plasmático (2005)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: PEREIRA, BENEDITO - EEFE
  • USP Schools: EEFE
  • DOI: 10.1590/s1517-86922005000100010
  • Subjects: EXERCÍCIO FÍSICO; METABOLISMO
  • Language: Português
  • Abstract: Estudos têm demonstrado que o exercício físico intenso provoca estresse oxidativo em animais e humanos, estando possivelmente relacionado, por exemplo, com fadiga e lesões teciduais. Por outro lado, poucos estudos relatam a sua ocorrência em atletas sob treinamento intenso, principalmente devido a problemas metodológicos. O presente estudo teve como objetivo, portanto, estudar em atletas a possível ocorrência de lesões oxidativas em lipídeos em decorrência do exercício físico ou do treinamento através da quantificação da quimioluminescência urinária e malondialdeido (MDA) plasmático. Os exercícios utilizados foram: a) corrida na esteira rolante (25-30 min), com a quantificação de ambos os parâmetros e da capacidade antioxidante plasmática total; b) corrida de 20km realizada por maratonistas; c) treinamento intervalado intenso realizado por corredores de 400m rasos; d) jogo de futebol com 50min de duração; e e) treinamento de força/musculação com e sem suplementação com creatina. Nos quatro últimos itens, somente a quimioluminescência urinária foi avaliada. As condições em que se notou elevação significativa na quimioluminescência urinária após a realização do exercício são: a) corrida de 20km; b) jogo de futebol; e c) treinamento de força/musculação sem suplementação com creatina. A corrida na esteira promoveu aumento na concentração plasmática de MDA durante e após a sua realização; a capacidade antioxidante plasmática total modificou-se de forma inversamenteproporcional ao aumento no MDA. Os exercícios praticados pelos atletas neste trabalho provocaram estresse oxidativo de maneira diferente, estando possivelmente relacionado com a duração e a intensidade dos mesmos, e não somente com a intensidade. Neste trabalho também se constatou que o consumo de creatina associado ao treinamento de força/musculação pode atuar como antioxidante
  • Source:
  • Acesso online ao documento

    DOI or search this record in
    Informações sobre o DOI: 10.1590/s1517-86922005000100010 (Fonte: oaDOI API)
    • Este periódico é de acesso aberto
    • Este artigo é de acesso aberto
    • URL de acesso aberto
    • Cor do Acesso Aberto: gold
    • Licença: cc-by-nc
    Informações sobre o Citescore
  • Título: Revista Brasileira de Medicina do Esporte

    ISSN: 1517-8692

    Citescore - 2017: 0.34

    SJR - 2017: 0.185

    SNIP - 2017: 0.293


  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    EEFE10300022085-SPro 2005 006
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SOUZA JUNIOR, Tácito Pessoa de; OLIVEIRA, Paulo Roberto de; PEREIRA, Benedito. Exercício físico e estresse oxidativo: efeitos do exercício físico intenso sobre a quimioluminescência urinária e malondialdeído plasmático. Revista Brasileira de Medicina do Esporte[S.l.], v. 11, n. 1, p. 91-96, 2005. DOI: 10.1590/s1517-86922005000100010.
    • APA

      Souza Junior, T. P. de, Oliveira, P. R. de, & Pereira, B. (2005). Exercício físico e estresse oxidativo: efeitos do exercício físico intenso sobre a quimioluminescência urinária e malondialdeído plasmático. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, 11( 1), 91-96. doi:10.1590/s1517-86922005000100010
    • NLM

      Souza Junior TP de, Oliveira PR de, Pereira B. Exercício físico e estresse oxidativo: efeitos do exercício físico intenso sobre a quimioluminescência urinária e malondialdeído plasmático. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. 2005 ; 11( 1): 91-96.
    • Vancouver

      Souza Junior TP de, Oliveira PR de, Pereira B. Exercício físico e estresse oxidativo: efeitos do exercício físico intenso sobre a quimioluminescência urinária e malondialdeído plasmático. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. 2005 ; 11( 1): 91-96.

    Referências citadas na obra
    Autor: Jenkins RR
    Título: Exercise and oxidative stress methodology: a critique
    Título do periódico: Am J Clin Nutr
    Volume: 72
    Primeira página: 670
    Ano: 2000
    Autor: Polidori MC
    Título: Physical activity and oxidative stress during aging
    Título do periódico: Int J Sports Med
    Volume: 21
    Primeira página: 154
    Ano: 2000
    DOI: 10.1055/s-2000-8881
    Autor: Goldfarb AH
    Título: Nutritional antioxidants as therapeutic and preventive modalities in exercise-induced muscle damage
    Título do periódico: Can J Appl Physiol
    Volume: 24
    Primeira página: 249
    Ano: 1999
    DOI: 10.1139/h99-021
    Autor: Ashton T
    Título: Electron spin resonance spectroscopic detection of oxygen-centered radicals in human serum following exhaustive exercise
    Título do periódico: Eur J Appl Physiol
    Volume: 77
    Primeira página: 498
    Ano: 1998
    DOI: 10.1007/s004210050366
    Autor: Benzi G
    Título: Aerobic performance and oxygen free radicals
    Título do periódico: J Sports Med Phys Fitness
    Volume: 33
    Primeira página: 205
    Ano: 1993
    Autor: Powers SK
    Título: Exercise training-induced alterations in skeletal muscle antioxidant capacity: a brief review
    Título do periódico: Med Sci Sports Exer
    Volume: 31
    Primeira página: 987
    Ano: 1999
    DOI: 10.1097/00005768-199907000-00011
    Autor: Ji LL
    Título: Antioxidants and oxidative stress in exercise
    Título do periódico: Proc Soc Exp Biol Med
    Volume: 222
    Primeira página: 283
    Ano: 1999
    DOI: 10.1046/j.1525-1373.1999.d01-145.x
    Autor: Halliwell B
    Ano: 1999
    Autor: Heinegard D
    Título: Determination of serum creatinine by a direct colorimetric method
    Título do periódico: Clin Chem Acta
    Volume: 43
    Primeira página: 395
    Ano: 1973
    DOI: 10.1016/0009-8981(73)90466-X
    Autor: Lissi EA
    Título: Spontaneous urinary visible luminescence: characteristics and modification by oxidative stress-related clinical conditions
    Título do periódico: Braz J Med Biol Res
    Volume: 27
    Primeira página: 1491
    Ano: 1994
    Autor: Yagi K
    Título: Assay for blood plasma or serum
    Título do periódico: Methods Enzymol
    Volume: 105
    Primeira página: 328
    Ano: 1984
    DOI: 10.1016/S0076-6879(84)05042-4
    Autor: Kanter MM
    Título: Effect of exercise training on antioxidative enzymes and cardiotoxicity of doxorubicin
    Título do periódico: J Appl Physiol
    Volume: 59
    Primeira página: 1298
    Ano: 1985
    Autor: Alessio HM
    Título: Generation of reactive oxygen species after exhaustive aerobic and isometric exercise
    Título do periódico: Med Sci Sports Exerc
    Volume: 32
    Primeira página: 1576
    Ano: 2000
    DOI: 10.1097/00005768-200009000-00008
    Autor: Casey A
    Título: Does dietary creatine supplementation plays a role in skeletal muscle metabolism and performance
    Título do periódico: Am J Clin Nutr
    Volume: 72(Suppl)
    Primeira página: 607
    Ano: 2000
    Autor: Bellinger BM
    Título: Oral creatine supplementation decreases plasma markers of adenine nucleotide degradation during 1-h cycle test
    Título do periódico: Acta Physiol Scand
    Volume: 170
    Primeira página: 217
    Ano: 2000
    DOI: 10.1111/j.1365-201X.2000.00777.x