Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Abertura comercial, reestruturação produtiva e evolução da produtividade: uma investigação sobre o desenvolvimento econômico latino-americano de 1970 a 2000 (2005)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BANDEIRA, ANDREA CAMARA - FEA
  • USP Schools: FEA
  • Sigla do Departamento: EAE
  • Subjects: ECONOMIA; LIBERALIZAÇÃO COMERCIAL; PRODUTIVIDADE; DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO
  • Language: Português
  • Abstract: As evidências apresentadas neste trabalho revelam um padrão de reestruturação produtiva na América Latina, especialmente na década de 1990, no sentido da expansão relativa de setores produtores de bens primários e com elevado grau de padronização. Concomitantemente a este processo, a região implementou um amplo conjunto de reformas, com destaque para a abertura comercial, a qual pela sua extensão e abrangência, contribuiu largamente para a redefinição do ambiente econômico dos países latino-americanos. A abertura afetou a trajetória de crescimento econômico, bem como a evolução da produtividade total dessas economias, como evidenciado por trabalhos que avaliam, em termos genéricos, os efeitos da abertura comercial sobre o desempenho econômico dos países. Diferentemente dessa literatura, o presente trabalho sustenta que o efeito da abertura sobre a evolução da produtividade e, por conseguinte, sobre o crescimento econômico dos países, ocorreu por meio de um mecanismo particular, representado pela reestruturação setorial ou produtiva. Ao modificar o conjunto de preços relativos das economias, a abertura levou a uma recomposição no que diz respeito à participação dos setores no produto, como sugerido pela teoria padrão de comércio internacional. A estrutura produtiva resultante, por sua vez, condicionou o crescimento da produtividade total agregada, visto que os diversos setores apresentam dinâmicas de produtividade distintas, resultado de diferençassetoriais com respeito aos seus componentes - progresso técnico, eficiência alocativa e eficiência de escala. A investigação econométrica, para o período compreendido entre 1975 e 2000, evidencia que não apenas a abertura afeta o perfil produtivo da amostra selecionada de países, mas que esse efeito depende do nível de desenvolvimento da economia. De forma similar, as evidências empíricas indicam ser fundamental incluir a estrutura produtiva no rol dos determinantes da evolução da produtividade total de fatores e de seus principais componentes. Assim, as evidências reunidas não refutam o argumento de que as diferenças setoriais referidas e, com isso, a composição produtiva, são cruciais para se compreender as distintas trajetórias entre os países em termos de produtividade agregada e crescimento econômico
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.04.2005

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FEA20600027594T330 B214a e.2
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BANDEIRA, Andrea Camara; SANTOS, Raul Cristóvão dos. Abertura comercial, reestruturação produtiva e evolução da produtividade: uma investigação sobre o desenvolvimento econômico latino-americano de 1970 a 2000. 2005.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2005.
    • APA

      Bandeira, A. C., & Santos, R. C. dos. (2005). Abertura comercial, reestruturação produtiva e evolução da produtividade: uma investigação sobre o desenvolvimento econômico latino-americano de 1970 a 2000. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Bandeira AC, Santos RC dos. Abertura comercial, reestruturação produtiva e evolução da produtividade: uma investigação sobre o desenvolvimento econômico latino-americano de 1970 a 2000. 2005 ;
    • Vancouver

      Bandeira AC, Santos RC dos. Abertura comercial, reestruturação produtiva e evolução da produtividade: uma investigação sobre o desenvolvimento econômico latino-americano de 1970 a 2000. 2005 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: