Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Metrics


Metrics:

Perfil ambulatorial em cardiologia pediátrica na cidade de Ribeirão Preto, SP (2005)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: GRANZOTTI, JOAO ANTONIO - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • DOI: 10.1590/s0066-782x2005000200010
  • Subjects: CARDIOLOGIA; PEDIATRIA
  • Language: Português
  • Abstract: ObjetivoVerificar em casuísticas ambulatoriais na rede pública de saúde, em hospital terciário e na clínica privada, as características do atendimento, em cardiopatia pediátrica enfatizando o motivo de encaminhamento, o diagnóstico definitivo e a conduta adotada. MétodosUm total de 1.365 pacientes consecutivos, com idades entre 1 mês a 14 anos foram atendidos, em 1996, em 3 locais distintos: G1 (n = 562), ambulatório de referência da rede pública, oriundo de Ribeirão Preto (RP) (78%) e região (22%); G2 (n = 420), clínica privada, oriundo de RP (67%), região (25%) e outras regiões/estados (8%); G3 (n = 383), ambulatório de referência do Hospital das Clínicas da FMRP -USP; procedente de RP (26%), região (43,5%) e outras regiões/estados (30,5%). ResultadosMotivo de encaminhamento: G1:sopro (71 %), arritmia (8%), dor precordial (7%), dispnéia (6,5%) e motivos variados (7,5%); G2: sopro (70%), dor precordial (7%), arritmia (7%), dispnéia(4%), pós-operatório (4%) e motivos variados (8%); G3: sopro (56%), pós-operatório (24%), arritmia (4%) e motivos variados (16%). Abandono detratamento:G1: 31 %, G2: 17% e G3: 3%. Diagnóstico definitivo: G 1: 346 (89%) normais e 43 (11 %) anormais; G2: 268 (76%) normais e 82 (24%) anormais;G3: 22 (6%) normais e 351 (94%) anormais. Conduta: G1: alta (89%) e seguimento (11 %); G2: alta (76%) e seguimento (24%); G3: alta (6%) eseguimento (94%). ConclusãoPerfil clínico diferenciado entre os três grupo. Há necessidade de intervenção nasunidades básicas de saúde para verificar condiçõesde atendimento e oferecer treinamento cardiológico pediátrico aos pediatras. Importante determinar causas do índice de abandono no G1 ehanecessidade de investir na natureza estrutural e de recursos humanos para o atendimento no ambulatório do G3.
  • Imprenta:
  • Source:
  • Acesso online ao documento

    DOI or search this record in
    Informações sobre o DOI: 10.1590/s0066-782x2005000200010 (Fonte: oaDOI API)
    • Este periódico é de acesso aberto
    • Este artigo é de acesso aberto
    • URL de acesso aberto
    • Cor do Acesso Aberto: gold
    • Licença: cc-by-nc
    Informações sobre o Citescore
  • Título: Arquivos Brasileiros de Cardiologia

    ISSN: 0066-782X

    Citescore - 2017: 0.88

    SJR - 2017: 0.381

    SNIP - 2017: 0.573


  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200047051-Spcd 1443240
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      AMARAL, Fernando; GRANZOTTI, João Antonio; DANTAS, Bruno Guimarães; BALESTRA, Diogo Carneiro. Perfil ambulatorial em cardiologia pediátrica na cidade de Ribeirão Preto, SP. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, São Paulo, v. 84, n. 2, p. 147-151, 2005. DOI: 10.1590/s0066-782x2005000200010.
    • APA

      Amaral, F., Granzotti, J. A., Dantas, B. G., & Balestra, D. C. (2005). Perfil ambulatorial em cardiologia pediátrica na cidade de Ribeirão Preto, SP. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, 84( 2), 147-151. doi:10.1590/s0066-782x2005000200010
    • NLM

      Amaral F, Granzotti JA, Dantas BG, Balestra DC. Perfil ambulatorial em cardiologia pediátrica na cidade de Ribeirão Preto, SP. Arquivos Brasileiros de Cardiologia. 2005 ; 84( 2): 147-151.
    • Vancouver

      Amaral F, Granzotti JA, Dantas BG, Balestra DC. Perfil ambulatorial em cardiologia pediátrica na cidade de Ribeirão Preto, SP. Arquivos Brasileiros de Cardiologia. 2005 ; 84( 2): 147-151.