Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Movimentação ortodôntica em defeitos ósseos preenchidos com enxerto xenógeno: estudo experimental em minipigs (2005)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: OLTRAMARI, PAULA VANESSA PEDRON - FOB
  • USP Schools: FOB
  • Sigla do Departamento: BAO
  • Subjects: MOVIMENTAÇÃO DENTÁRIA; IMPLANTE DE OSSO ORGÂNICO
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo deste trabalho foi estudar a possibilidade de realizar a movimentação ortodôntica em defeitos ósseos preenchidos com enxerto xenógeno composto, detalhando as reações ocorridas nos dentes e tecidos adjacentes. Seis minipigs (BR-1 minipig) foram utilizados. O defeito, criado no tecido ósseo próximo à raiz mesial do primeiro molar permanente, foi preenchido de um lado com enxerto xenógeno composto e do lado oposto deixado para reparo espontâneo. Após três meses, um aparelho ortodôntico foi instalado em cada quadrante, permitindo a movimentação mesial de corpo dos primeiros molares. Quando o primeiro molar foi movimentado até aproximadamente metade do espaço do defeito, os animais foram mortos e biópsias da região de interesse coletadas. Avaliaram-se radiográfica, histológica e morfometricamente a raiz mesial do primeiro molar e tecidos adjacentes. Com um programa de análise de imagens (KS300-Zeiss), realizaram-se densitometria óssea e a análise morfométrica da reabsorção radicular e da perda óssea em altura. A análise dos dados demonstrou: 1) a extensão de movimentação dentária foi semelhante para os dois grupos; 2) a porcentagem de reabsorção radicular mostrou-se menor para o grupo Gen-Tech (4,16%, p=0,0359) em relação ao controle (6,52%); 3) não houve diferença estatisticamente significante entre os dois grupos para a densidade óssea; 4) a matriz óssea bovina foi quase totalmente substituída por tecido ósseo estruturado; 5) no grupoexperimental houve perda óssea em altura significantemente menor (2,18mm, p=0,0018) em comparação ao grupo controle (3,26mm). O biomaterial permitiu a movimentação dentária, preservou o tecido ósseo em altura, não causou danos significantes às raízes dos dentes e foi quase totalmente substituído por tecido ósseo após a movimentação dentária. Pode-se concluir que é possível a movimentação dentária em defeitos ósseos preenchidos com enxerto xenógeno composto
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 31.03.2005

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FOB11600018380OL8m
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      OLTRAMARI, Paula Vanessa Pedron; HENRIQUES, José Fernando Castanha. Movimentação ortodôntica em defeitos ósseos preenchidos com enxerto xenógeno: estudo experimental em minipigs. 2005.Universidade de São Paulo, Bauru, 2005.
    • APA

      Oltramari, P. V. P., & Henriques, J. F. C. (2005). Movimentação ortodôntica em defeitos ósseos preenchidos com enxerto xenógeno: estudo experimental em minipigs. Universidade de São Paulo, Bauru.
    • NLM

      Oltramari PVP, Henriques JFC. Movimentação ortodôntica em defeitos ósseos preenchidos com enxerto xenógeno: estudo experimental em minipigs. 2005 ;
    • Vancouver

      Oltramari PVP, Henriques JFC. Movimentação ortodôntica em defeitos ósseos preenchidos com enxerto xenógeno: estudo experimental em minipigs. 2005 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: